Estado lança novos editais para Cultura

Foram anunciadas oito linhas, com investimento de R$ 7,3 milhões

Uma nova leva de editais lançada pelo Governo do Estado de São Paulo, dentro do programa #JuntosPelaCultura2020, vai ajudar prefeituras e artistas do Litoral, Interior e Região Metropolitana de São Paulo a incrementarem a produção cultural ainda neste ano.

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

São oito linhas, com um investimento previsto de R$ 7,3 milhões, que devem possibilitar a realização de eventos como o ViradaSPOnline e o RevelandoSP

Os interessados têm até o dia 28 para fazer as inscrições pelo site. Todos os projetos selecionados serão apresentados ao público de forma virtual, dentro da plataforma Cultura em Casa, entre outubro e janeiro.

Inscrições de projetos

Prefeituras podem inscrever projetos nas chamadas da ViradaSPOnline, do RevelandoSPOnline e do TradiçãoSPOnline. Os artistas, por sua vez, podem se inscrever diretamente nas chamadas do Concurso de Viola Caipira RevelandoSP, do Concurso de Piano Guiomar Novaes, do Concurso de Batalhas de Rima de São Paulo e do Festival de Circo Online de São Paulo.

Haverá ainda seleção para capacitação para representantes dos municípios para o RevelandoSP

“Além da avaliação sobre os projetos, vamos levar em consideração o grau de prioridade que o município tem com a área da Cultura”, explica o secretário estadual de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão. 

Ao todo, neste ano, somando-se os editais já lançados, o Governo do Estado pretende investir com o #JuntosPelaCultura2020 R$ 18,9 milhões em 17 linhas, o que atenderia projetos de 320 municípios e 3 mil artistas.

Novo cadastro para liberar auxílio

Durante a coletiva de imprensa, que contou com a presença do secretário municipal de São Vicente e também diretor executivo da Associação de Dirigentes Municipais de Cultura (Adimc), Fábio Lopez, o secretário Sérgio Sá Leitão adiantou que deve lançar, na próxima semana, o cadastro para que trabalhadores da Cultura recebam o auxílio emergencial da Lei Aldir Blanc. 

“Esse decreto estabeleceu uma série de regras e fizemos um cadastro novo para atender às exigências da lei”, afirma Leitão, que diz que os cadastros feitos pelas prefeituras devem ser utilizados. “Alguns foram feitos antes da regulamentação da Lei Aldir Blanc, então chamaremos os artistas para complementarem as informações do cadastro municipal. Quem quiser, pode se inscrever diretamente no nosso cadastro.” 

O secretário estima que o pagamento de três parcelas mensais de R$ 600,00 comece a ser feito na segunda quinzena de outubro. Mas ele destaca que isso vai depender da disponibilidade dos recursos do Governo Federal. 

Editais de fomento 

A lei também prevê que 20% dos recursos sejam destinados a editais de fomento. O Estado prepara os editais que também devem ser lançados em breve. Para isso, fará reuniões técnicas com as prefeituras, amanhã e na próxima quarta, para que os editais estaduais e municipais não tenham duplicidade, o que não é permitido pela regulamentação da Aldir Blanc.

Tudo sobre: