EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

12 de Julho de 2020

Elton John demite banda após ter turnê cancelada por pandemia

Segundo o tabloide inglês Daily Mail, o músico teve um prejuízo de 60 milhões de libras

Após o cancelamento de sua turnê Farewell Yellow Brick Road, nos Estados Unidos, por conta da pandemia do novo coronavírus e de ter tomado um prejuízo de 60 milhões de libras (o equivalente a R$ 395 milhões), Elton John demitiu integrantes de sua banda e funcionários de seu estafe. A informação é do tabloide inglês Daily Mail.

Por conta da perda do dinheiro, o músico teve que cortar o vínculo empregatício com dois parceiros de longa data: o guitarrista Davey Johnstone e o baterista Nigel Olsson. Além deles, funcionários que trabalhavam na mansão do cantor, em Atlanta, também foram dispensados.

"A turnê estava prevista para ganhar mais de 60 milhões de libras este ano. Essa receita literalmente desapareceu da noite para o dia. Ninguém esperava isso", disse uma pessoa próxima ao artista.

Segundo o Daily Mail, Elton John e seu esposo, David Furnish, têm uma fortuna estimada em 2,5 bilhões de reais. Eles, porém, contavam com o dinheiro da turnê para se aposentarem. E embora tenham ficado sem receber o que esperavam, os dois mantêm o padrão de vida luxuoso de antes da pandemia.

A nova turnê de Elton John tinha 48 shows marcados. Até o momento, 34 datas foram suspensas e a probabilidade é que mais apresentações sejam canceladas ou reprogramadas. 

Tudo sobre: