EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

10 de Agosto de 2020

DJ canadense Rezz é uma das atrações do primeiro dia do Lollapalooza

Artista promete espetáculo sonoro e visual durante sua apresentação no festival

A canadense Isabelle Rezazadeh, a Rezz, se tornou uma das maiores revelações da música eletrônica nos últimos anos. A DJ, que iniciou a carreira em 2015 com o ótimo EP Insurrection, falou um pouco sobre as influências e expectativas para o futuro.

Certamente, o que guinou a artista para o mundo eletrônico foram as batidas do também DJ Deadmau5. A conexão foi tão forte que o produtor a convidou para produzir músicas em sua gravadora, a Mau5trap. Lá, a canadense lançou seus dois discos: Mass Manipulation (2017) e Certain Kind of Magic (2018). 

Para o Lollapalooza Brasil, onde toca na sexta-feira (3), Isabelle quer mostrar toda sua essência para os brasileiros. Aliás, essa será a primeira vez dela no País.

“O que mais me impressionou no Deadmau5 foi o quão nítida e limpa sua música soaram. Dos tambores e sintetizadores que ele usava, sabia que estava no ponto certo”, disse Rezz sobre ter escutado o músico pela primeira vez.

Inegavelmente, toda essa vertente baseada no áudio digital que ela descobriu no som do produtor influencia sua música até hoje. 

“Também gostei da repetitividade de sua música, me pareceu hipnótico. Eu acho que é o que me inspira a fazer música hipnótica”.

Embora tenha cerca de cinco anos de estrada, a DJ não se considera mais uma novata no cenário. E ela está certa, mesmo com pouco tempo de carreira, seus dois álbuns foram indicados na categoria Álbum Eletrônico do Ano pelo Juno Awards (Grammy do Canadá). Além de nomeado, Mass Manipulation venceu a premiação. 

“Eu realmente não me vejo mais como uma novata. Vejo tantos artistas novos chegando agora que me fazem perceber há quanto tempo estou fazendo isso”, disse em entrevista exclusiva para A Tribuna.

Por mais que fãs adorem lançamentos de coletâneas cheias de música, Rezz confirmou que não pretende trabalhar em um novo disco nos próximos meses. “Meu plano para 2020 é apenas lançar alguns singles explorando novos sons com vários artistas”.

Contudo, estas colaborações mostram um novo lado da canadense. Em 2019, onde apresentou seu mais recente trabalho em estúdio, Beyond The Senses, a artista moldou suas batidas para cinco parcerias diferentes. Em síntese, Falling, feita com a banda de metalcore Underoath, traz muito dessa nova fase da DJ.

“É divertido colaborar com artistas de todos os estilos porque me força a sair da minha zona de conforto”, contou. Desse modo, podemos esperar muita coisa boa vindo das mãos de Rezz neste ano. Um single com a cantora Grimes, sensação do cenário mundial, deve chegar em breve.

Lollapalooza

Pela primeira vez no Brasil, Rezz revelou que quer muito conhecer as praias brasileiras. “Eu definitivamente quero deitar na praia enquanto estiver no País”.

Para o festival, ela afirmou que separou sua setlist com músicas que considera essenciais da carreira. Tudo isso para mostrar ao público quem ela realmente é.

“Meu set será preenchido com muitas músicas para mostrar à platéia exatamente o que sou. Também espere muitos efeitos visuais. Vamos lá”, comentou.

Serviço

Os passaportes para os três dias custam entre R$ 945,00 e R$ 2,1 mil. No entanto, quem optar por escolher um dia, desembolsa entre R$ 405,00 e R$ 900,00. Para comprar, acesse o site www.lollapaloozabr.com. O Lollapalooza acontece entre os dias 3 e 5 de abril, no Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Tudo sobre: