'Belleville Cop' – O Agente Francês lembra 'Um Tira da Pesada'

O protagonista também é um policial negro, com risada marcante e sem muito jeito de lidar com as autoridades de outra localidade

Enquanto seguimos sem um calendário robusto de estreias e, principalmente, com as salas de cinema fechadas, o streaming segue salvando a indústria do entretenimento. Algumas novidades nas plataformas nem são tão recentes, mas aparecem em boa hora. Uma delas é Belleville Cop – O Agente Francês, que traz muitas referências do clássico Um Tira da Pesada, de Eddie Murphy. Está disponível no Telecine Play.

As semelhanças já começam com o próprio título do filme. A franquia estrelada por Murphy se chama originalmente Beverly Hills Cop. O protagonista também é um policial negro, com risada marcante e sem muito jeito de lidar com as autoridades de outra localidade.

No original, Axel Foley, um policial de Detroit, precisa visitar as ruas de Beverly Hills, na Califórnia, para resolver o assassinato de seu melhor amigo. Na versão francesa, Sebastian “Baaba” Bouchard (Omar Sy) sai de Belleville para Miami, com o mesmo objetivo.

Axel Foley era mais trambiqueiro, envolvido com alguns criminosos na franquia Um Tira da Pesada. Baaba, porém, não passa essa imagem. É um profissional acostumado a lidar apenas com o combate a pequenos delitos, furtos em multidões.

No entanto, quando Baaba reencontra, em Belleville, Roland, um velho amigo que vivia há anos em Miami, as coisas mudam de figura. O companheiro é assassinado na sua frente, durante um jantar.

Disposto a caçar os criminosos, Baaba voa para Miami, com todas as despesas pagas pelo consulado francês. E aí entra uma das diferenças se comparado com Um Tira da Pesada. Ao invés de viajar sozinho, o francês leva a mãe junto. O objetivo é garantir que ela tenha alguns dias de folga.

A morte do amigo de Baaba está relacionada a um grupo de traficantes internacionais. Em parceria com as autoridades norte-americanas, ele poderá investigar, mas sem poder exercer sua função de policial. Ou seja, não pode ter porte de arma.
Aos fãs de Um Tira da Pesada, essa situação também não é inédita. Como esquecer de Axel Foley subordinado aos trapalhões de Beverly Hills? Aqui, Baaba fica sob a custódia de Ricardo Garcia (Luis Guzman), um policial que recebeu punição após multar uma mulher poderosa no trânsito.

Ricardo Garcia trava diálogos divertidos com Baaba. Tal como quando decide repreender o francês. “Aqui não é França, onde vocês sempre dão um jeitinho. Nos Estados Unidos a lei funciona mesmo”.

Se você encarar o trabalho do diretor Rachid Bouchareb como uma homenagem ao sucesso de Eddie Murphy, o filme cairá muito bem. É um tributo ao clássico hollywoodiano, mas adaptado aos costumes franceses.

 

Tudo sobre: