EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

6 de Julho de 2020

As Outras Pessoas, um bom toque de suspense

Novo livro de C. J. Tudor traz uma boa trama nesta quarentena

Para os apaixonados por thrillers sinuosos e histórias repletas de suspense que deixam o leitor arrepiado e sempre ansioso para desvendar o que vem na próxima página, o novo livro de C. J. Tudor, As Outras Pessoas, é uma excelente pedida para se distrair na quarentena.

A trama começa quando o protagonista, Gabe, está preso no trânsito e vê na janela do carro à frente a sua filha de 5 anos. Há uma perseguição, o carro desaparece e ele nunca mais tem acesso à garotinha. Porém, ao chegar em casa, é surpreendido pela morte da esposa e sua filha Izzy. 

Mas então quem era a garotinha no carro? Gabe passa dias e noites, durante anos, rodando pela estrada em que viu Izzy pela última vez, na esperança de encontra-la, e assim cruza o caminho de diversos personagens aleatórios que acabam, de alguma maneira, se conectando à trama.

Narrativa ágil

Com um narrativa ágil, inteligente e propulsiva como uma viagem de montanha-russa, a história navega por universos tenebrosos, personagens misteriosos, dramas familiares e muitos enigmas.

O universo sombrio da dark web também é explorado, pois lá é que se encontra o grupo As Outras Pessoas, uma espécie de sociedade secreta que oferece justiça para vingar a morte de pessoas queridas, porém, cobrando um preço alto por isto.

As Outras Pessoas tem tudo para se tornar um grande filme e é uma excelente pedida para quem aprecia literatura de suspense aos moldes de Stephen King, com narrativas ágeis como as de Dan Brown.

Um livro propício para tempos de injustiça, onde nem todos têm se importado muito com a dor das outras pessoas.

Serviço: As Outras Pessoas, 304 páginas; Editora: Intrínseca; Preço: 54,90

Tudo sobre: