EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

6 de Agosto de 2020

Aos 13 anos, Beatriz Soares estreia em musical da Broadway, na Capital

Bailarina santista integra o Ensemble do musical 'Heathers', em cartaz pela primeira vez no País

Em 1988, os cinemas italianos receberam a sessão de estreia do filme 'Heathers' ('Atração Mortal', no Brasil). E agora, mais de três décadas após sua primeira exibição, o título chega à Capital em sua versão musical, repleta de jovens talentos nacionais, entre eles a santista Beatriz Soares, a Bia, de apenas 13 anos.

A bailarina conquistou um papel no Ensemble do musical da Broadway, após deixar diversas candidatas de idade superior à dela e com mais experiência de palco para trás.

Mas sua trajetória começou em Joinville (SC), onde participou, pela Engenharia da Dança, de um workshop da diretora e coreógrafa Fernanda Chamma. “Cheguei lá com a intenção de descobrir novas possibilidades e acabei aprendendo um pouco mais sobre as técnicas do teatro musical”, revelou ela.

Durante os quatro dias da atividade, a pequena notável teve aulas de teatro, canto e dança, tendo contato com um universo bem diferente ao que está acostumado nas aulas de dança da escola santista.

Já no preparo para o musical, Beatriz teve dois meses para se acostumar com a nova rotina, que também mobilizou os pais. “Todos os dias a gente tinha de subir para São Paulo, por conta dos ensaios”, recordou a mãe, Melissa Soares.

Mesmo com as dificuldades, a jovem tem total apoio da família para seguir na arte.“Sei que posso contar com eles para tudo o que tiver de fazer e, para mim, isso é muito importante”, destacou.

'Heathers - O Musical' estreou no último dia 5, no Teatro Viradalata, em São Paulo. “Foi tudo maravilhoso. Esta foi a minha estreia em um espetáculo musical e, por isso, vai ficar marcado”.

Ao todo, 60 artistas participam do espetáculo, o que possibilita o rodízio entre as apresentações. “Na última semana entrei em cena às 21h no sábado e às 15h de domingo. Nesta, estarei no palco às 17h de sábado e às 18h de domingo”, contou.

Além da Beatriz, outros dois artistas do musical saíram da região: a atriz e cantora santista Maria Eduarda Araujo, a Duda, e o bailarino, ator e cantor Estevão de Souza, de Guarujá.

O espetáculo segue em cartaz no Viradalata (Rua Apinajes, 1.387, Sumaré) até o dia 17 de novembro. As apresentações duram 120 minutos e ocorrem aos sábados, domingos e segundas-feiras. Os ingressos estão à venda na bilheteria do teatro, com preços entre R$35,00 e R$150,00.

Novas oportunidades

O brilho de Beatriz, porém, não se restringe à Capital. Ele também poderá ser visto na Cidade, dias 29 e 30 de novembro, quando ela estará em 'Aladdin', espetáculo de fim de ano da Engenharia da Dança, da coreógrafa Leticia Gazal.

Desde agosto, a jovem participados ensaios da peça, na qual interpretará o Tapete Mágico. “Tudo isso só foi possível graças ao aprendizado que tive com todos os professores. Só tenho a agradecer”.

Tudo sobre: