EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

10 de Julho de 2020

WhatsApp permite enviar e receber dinheiro pelo aplicativo

Brasil é primeiro país com a novidade, válida a partir desta segunda. Cartão de débito precisa se cadastrado para fazer transferências sem custos para usuários

Uma nova funcionalidade promete facilitar a vida de quem utilizar o WhatsApp para a venda de produtos e serviços. O comunicador instantâneo anunciou, nesta segunda-feira (15), que vai permitir que usuários enviem e recebam dinheiro, usando cartões de débito cadastrados. O Brasil será o primeiro país a contar com a novidade 

Os pagamentos acontecem dentro de uma função chamada Facebook Pay. A praticidade foi desenvolvida em conjunto do Facebook e da Cielo, empresa líder em pagamentos eletrônicos na América Latina. O aplicativo apresentará, de forma gradativa, a opção “pagamentos” no menu. Por meio dela, é possível fazer transferências e realizar pagamentos em qualquer hora do dia, além de acompanhar o histórico de transações. 

Em nota, o WhatsApp afirma que o recurso tem esse nome para que, no futuro, os mesmos dados de cartão possam ser utilizados em toda a família de aplicativos da empresa - sinalizando que o Facebook, dono também do Instagram, planeja expandir funções de pagamento para outros apps.  

“Pequenas empresas são fundamentais para o país. A capacidade de realizar vendas com facilidade no WhatsApp ajudará os empresários a se adaptarem à economia digital, além de apoiar o crescimento e a recuperação financeira", disse Matt Idema, diretor de operações do WhatsApp em nota. 

A empresa garante que as transações contam com a robusta estrutura de segurança da Cielo, que atende as rígidas normas de prevenção à fraude. O cartão também precisa ser validado pelos bancos antes de o usuário do WhatsApp poder utilizar a ferramenta, o que torna as transações ainda mais seguras. 

“A tecnologia vai ajudar a tirar empresas da informalidade e na inclusão financeira. O lançamento do serviço torna-se ainda mais importante para superarmos o momento delicado provocado pela pandemia”, afirma Paulo Caffarelli, presidente da Cielo. “Com a solução oferecida, vamos inaugurar um novo momento no mercado de pagamentos, que vai além da maquininha, e prova que a inovação está no nosso DNA”, completa. 

Como funciona? 

Para que usuários possam enviar e receber dinheiro pelo WhatsApp será preciso cadastrar um cartão na função Facebook Pay.  

Haverá uma função, no mesmo menu do envio de imagens, chamada "Pagamento"; 

Quando o usuário clicar nela, o aplicativo vai pedir um valor e redirecionar para a criação de uma conta;

Será preciso aceitar os termos de uso da plataforma e criar uma senha número de 6 dígitos; 

Depois, o usuário vai precisar incluir nome, CPF e um cartão emitido por um dos bancos participantes; 

Será preciso verificar o cartão junto ao banco, recebendo um código por SMS, e-mail ou aplicativo do banco. 

De acordo com o WhatsApp, será preciso incluir a senha (ou reconhecimento biométrico do celular) toda vez que o usuário for enviar dinheiro. As informações de cartão também são encriptadas. 

Quem vai poder usar? 

Inicialmente será possível usar cartões de débito, ou que têm função de débito e de crédito, Visa e Mastercard dos bancos Nubank, Sicredi e Banco do Brasil. A transferência vai ser intermediada pela Cielo e será sem taxas para os usuários. Segundo o WhatsApp, o modelo, no entanto, é aberto e está disponível para receber outros parceiros no futuro. 

As transações só podem ser feitas em real e dentro do Brasil. Há um limite de R$ 1 mil por transação e R$ 5 mil por mês. Será possível fazer até 20 transações por dia. 

Para as contas comerciais, usando o WhatsApp Business, será preciso ter uma conta Cielo para solicitar e receber pagamentos ilimitados, tanto de crédito quanto de débito, oferecer reembolsos e ter suporte técnico. Os comerciantes, diferentemente dos usuários, pagam uma taxa fixa de 3,99% por transação. 

Tudo sobre: