EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

10 de Julho de 2020

Pro Player argentino é banido por imitar macaco para brasileiros em live

Iván 'p0me' Lucco já havia sido suspenso em 2019 por racismo

O argentino Iván Lucco, conhecido nos games como 'p0me', jogador profissional de PlayerUnknowsn's Battlegrounds (PUBG) pela Team Singularity, teve sua conta banida no jogo após um caso de racismo. Durante sua transmissão na última terça-feira (23), Iván começou a fazer sons de macaco enquanto enfrentava brasileiros no game. 

A história ganhou repercussão após o player Ian 'F0rever' Dimitri reclamar da atitude no Twitter. Sua mensagem fez com que outros jogadores cobrassem atitudes da PUBG Corp e da Team Singularity.

Anteriormente, p0me já havia sido suspenso temporariamente do jogo por conta de racismo. 

O jogador ainda se desculpou pela atitude nas redes sociais. E afirmou que sempre lutou contra esse tipo de preconceito. Seu banimento foi confirmado logo depois, em um tweet feito por Carlos Madrid, líder de comunicações do jogo na América Latina. 

Na publicação, Madrid ainda lamentou o fato de a primeira suspensão em 2019 não ter servido como lição para p0me. Até o momento, a Team Singularity ainda não se manifestou sobre o assunto.

Tudo sobre: