EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

22 de Janeiro de 2019

Kanye West usa redes sociais para falar sobre a bipolaridade que enfrenta

O cantor afirmou que é "descartado pela sociedade" por causa do seu transtorno

Kanye West decidiu recorrer as redes sociais para fazer um desabafo. Em junho, o cantor lançou o álbum "Ye", no qual fala sobre saúde mental. O cantor afirmou que foi diagnosticado com bipolaridade, mas disse que não considera isso algo negativo. "Eu acho que todo mundo tem alguma coisa. Mas, como eu disse no álbum, eu disse que não é uma deficiência, é um superpoder", falou.

No sábado (15), West afirmou que é "descartado pela sociedade" por causa do seu transtorno. "Ninguém jamais escolheria acabar em um hospital psiquiátrico e diagnosticado com um transtorno mental, mas Deus me escolheu para fazer essa viagem publicamente e é lindo", postou na página oficial dele no Twitter.

"Eu sou capaz de experimentar, em primeira mão, como as pessoas que têm problemas de saúde mental são 'escritas' pela sociedade. Não dê ouvidos a ele porque ele é louco", escreveu o rapper. 

Apesar de admitir que tem um problema, Kanye West declarou ao presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que foi diagnosticado com transtorno bipolar por engano. "Eu não era na verdade bipolar. Eu tinha privação de sono, que pode causar demência daqui a 10 ou 20 anos, quando nem me lembrarei do nome do meu filho", disse.

"Eu não culpo as pessoas por não saberem como lidar com isso. Nós, como sociedade, vamos aprender juntos", afirmou. West também relembrou comentários que fez sobre escravidão ao site TMZ. "As pessoas disseram que minha carreira tinha acabado depois do TMZ, eu preciso mostrar ao mundo que nós, chamados pessoas loucas, não seremos excluídos", escreveu.