EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

9 de Agosto de 2020

Restaurantes e chefs santistas ajudam a combater a fome e falta de recursos na pandemia

Restaurante São Paulo doa 100 marmitas à Cruz Vermelha; Babbo e Di Lucca se unem em prol do Graac e chef leva comida a moradores de rua

Uma série de iniciativas solidárias de chefs, bares e restaurantes têm ajudado a combater a fome e a falta de recursos durante a pandemia. No tradicional Restaurante São Paulo, com 76 anos de funcionamento em Santos, clientes, funcionários e o proprietário, Carlos Julião, se uniram para produzir 100 marmitas semanalmente, que estão sendo enviadas à Cruz Vermelha.

A iniciativa teve o pontapé inicial a partir do Restaurant Week Delivery Solidário, que uniu restaurantes com menus completos a R$ 48 vendidos por delivery. A cada menu vendido, uma refeição é doada pelos participantes. Mas Carlos Julião, decidiu se comprometer a enviar uma centena de marmitas caprichadas por semana, independentemente das vendas. “Tem sido ótimo. Clientes e funcionários também se engajaram. Tudo é feito com muito carinho”.

Já foram doadas 200 refeições. Na próxima semana serão mais 100 marmitas e ainda com reforço de 100 sopas. 

Para população de rua

O chef Danilo Rocha, do Luli Gastronomia, já produziu sozinho 300 marmitas, que ele mesmo leva a moradores em situação de vulnerabilidade social. “Quando tudo isso começou, fiquei pensando nessas pessoas. Como elas sobreviveriam. Tentei ajudar como podia, que era cozinhando. Tiro do meu bolso  para bancar e saio para entregá-las a quem mora na rua”. Quem quiser ajudar, pode entrar em contato com o chef pelo WhatsApp (13) 99624-2239.

Em prol da Casa da Criança

Paulo Bakos, do Beduíno, lançou uma campanha de venda de máscaras. A cada pedido no app do restaurante, o cliente pode comprar a máscara por R$ 7, R$ 15 ou R$ 30. Toda renda será revertida para Casa da Criança, que atende 300 crianças na creche e mais 20 recém-nascidos em situação de acolhimento. Até o momento, foram vendidas 30 máscaras com preços variados.

Ajuda a bartenders

Para ajudar bartenders desempregados por conta da pandemia, o bar Hideout Speakeasy  disponibilizou um menu de coquetéis em que 20% das vendas serão revertidas a um profissional de bar da região que ficou sem renda na quarentena.

A novidade começou na última semana e não tem prazo para terminar. As bebidas, elaboradas com produtos de origem nacional, foram sugeridas por cinco bartenders de Santos, incluindo Stéfano Bauer, do Hideout. As outras receitas são de Bruno Caldeira Mendes, colunista do Boa Mesaconsultor e professor da Educação Líquida; Emerson Fernandes, do Bar Açaí; Ítalo Campos, do recém-inaugurado Black Hull (leia mais sobre a casa na página 19), e Sérgio Senopoli, do Arapuka. O menu está disponível no goomer.app/ hideout/menu#144630. Cada drinque custa R$ 35.

Jantar Graac

As tradicionais cantinas Di Lucca e Babbo Américo se uniram para promover o Jantar Italiano do Graacc, que geralmente acontece neste mês, com uma grande festa beneficente. Para participar, basta pedir em casa o menu completo para duas pessoas, a R$ 159, que inclui massas da Cantina Di Lucca ou do Babbo Américo, torta holandesa da Miroane de sobremesa e um vinho. Esse cardápio, além de permitir escolher o tipo de massa e trocar a bebida por cerveja ou suco dá direito ainda a uma entrada, de pão italiano com antepasto de sardella.

Como brinde, dois copos de sorvete Kascão para os 300 primeiros pedidos e um voucher de cortesia, que vale quatro edições de domingo de A Tribuna, oferecido pelo Clube do Assinante A Tribuna. O preço do menu também inclui a taxa de entrega. Os pedidos podem ser feitos o mês inteiro, de segunda a sexta, exceto no dia 12 de junho (Dia dos Namorados). Pelos telefones (13) 3284-5999 (Babbo Américo) ou (13) 3284-0444 (Di Lucca).

Tudo sobre: