EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

24 de Fevereiro de 2020

Paru, o restaurante do novo Mercado de Peixes de Santos

Comandado pelo chef Dario Costa, terá churrasco de pescados como estrela. Saiba detalhes

O novo Mercado de Peixes, na Ponta da Praia, está com obras adiantadas e oferecerá, além dos 20 boxes de comércio de pescados, um restaurante de peixes e frutos do mar comandado pelo chef santista Dario Costa, do Madê e terceiro lugar no masterchef profissionais.
Dario nos contou, com exclusividade, que a casa terá o nome de Paru Comida de Rua do Mar.

Logomarca do novo restaurante que deve abrir no final de março

O nome é uma referência ao peixe Paru, facilmente encontrado na costa ocidental do Atlântico,  mas sem valor comercial.

Trabalhar com pescados não convencionais e sustentáveis é um dos pontos cardeais do trabalho do chef e continuará sendo o norte da sua bússola no Mercado. 

“Vamos fazer uma comida rápida, para levar ou comer ali, nas mesinhas do mercado ou na praça que será feita em frente. Teremos churrasco de frutos do mar e de peixes”. 
Tudo será servido em recipientes biodegradáveis.

“Estamos testando pratos, embalagens e talheres feitos de madeira, bambu, mandioca, papel e outros. Todos biodegradáveis e reduzindo ao máximo o uso de plástico”. 

No futuro, no local, o chef venderá peixes já cortados e temperados para a pessoa preparar em casa. “Teremos um box também, mas primeiro vamos focar no restaurante”.
Uma grande parrila e uma churrasqueira fechada serão os astros da cozinha de Dario para o preparo dos pescados. 
“Será com autosserviço. Não teremos garçons. As pessoas irão pedir nos caixas e pegarão no balcão, podendo ver o preparo”. 
O Paru ficará no mezanino do Mercado, ponto estratégico com vista para os boxes, instalados no térreo. 

Como ficará: serão 20 boxes de pescados e o restaurante ficará no mezanino (foto: reprodução)

MERCADO

O arquiteto da Prefeitura, Glaucus Farinello, gestor do projeto Nova Ponta da Praia, explicou que serão 20 boxes, cinco a mais do que o do atual Mercado.

“Resolvendo um antigo problema, os permissionários da Rua do Peixe também serão instalados no local”. 

A obra, que está sendo realizada pelo Grupo Mendes em contrato de compensação com a Prefeitura, engloba uma série de melhorias e mudanças de como é atual Mercado de Peixes, construído na década de 1980.

Como está prevista ser a fachada (reprodução)

“Será fechado e climatizado, o que já garante mais conforto às pessoas e também mais segurança sanitária aos pescados, que não ficarão  suscetíveis às mudanças de temperatura que costumamos ter em Santos”, diz Glaucus. 

O engenheiro do Grupo Mendes, Gustavo Barrio, destaca ainda que o sistema de escoamento da água, tanto da limpeza como da conservação dos pescados, também garantirá essa maior assepsia.

“Além de ser um ambiente fechado, o prédio terá um sistema de drenagem dos esgotos com separação de detritos, como grades para as escamas de peixe, evitando entupimentos. Esse sistema também impede a entrada de ratos pelo encanamento”, diz o engenheiro.

A cobertura é termo-acústica e o prédio terá sistema de filtragem de ar para não ter  odores de peixes. “O lixo ficará em uma câmara refrigerada para evitar mau cheiro”, complementou Glaucus. 

A obra tem prazo para estar concluída até dia 15 de março e depois disso os comerciantes se instalarão para  a abertura oficial. 

 

Tudo sobre: