EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

22 de Novembro de 2019

Livro 'A Mão que Balança o Copo' é lançado em Santos neste sábado

Obra é do famoso crítico gastronômico Julio Bernardo ou Jotabê

Famoso por suas críticas gastronômicas, invariavelmente pra lá de ácidas, Julio Bernardo, ou Jotabê, estará em Santos neste sábado (9). Ele não virá (necessariamente) para visitar restaurantes e bares, mas para lançar seu livro 'A Mão que Balança o Copo – Drinques Fáceis Para dias Difíceis'.

A noite de autógrafos será na Livraria Realejo (Rua Marechal Deodoro, 2, Gonzaga), a partir das 19h. A publicação, editada pela santista Realejo, de José Tahan, reúne receitas dos drinques favoritos do escritor, tanto clássicos como autorais. Jotabê conversou com a editora do Boa Mesa, Fernanda Lopes e falou um pouco sobre o atual cenário da coquetelaria.

Drinques são somente para dias difíceis? Dias fáceis acompanham o quê? 
Não necessariamente. Pode aliviar um dia difícil e elevar ainda mais um dia fácil. Mas dias fáceis não me interessam.

Como você encara o retorno da coquetelaria à moda atraindo público jovem?
Encaro com otimismo, embora 90% dos coquetéis servidos hoje sejam mais doces que aquela velha balada oitentista do Phil Collins, 10% é gente pra caramba e que bom que esses bebem bem. Quanto aos jovens, como diria o velho escritor, que envelheçam, de preferência bebendo mais negronis e menos corotes. O importante é ser velho de espírito.

A coquetelaria também foi atingida pelo raio gourmetizador? Isso bom ou ruim?
Foi atingido, sim. o que não falta é coquetel que parece mais uma instalação do Romero Britto. Mas o bom bebedor sabe filtrar.

O que vem por aí de tendência? Vamos continuar na onda do gin e dos bitters mais amargos?
Gim tônica é o novo whisky de casamento. O sucesso exige a queda. A tendência de hoje aponta para rum, cachaça, bebidas mais frescas e tropicais. 

Ficha Técnica: A Mão que Balança o Copo – Drinques Fáceis Para dias Difíceis. 
R$ 79. Realejo Livros & Edições.

Tudo sobre: