Banana, alivia o estresse, ajuda a dormir e dá imunidade; anote a receita de um bolo integral

Banana é ótima para saúde, tem bom preço, é fácil de levar na marmita do trabalho e de comer em casa

A banana é é rica em potássio, mineral que auxilia no equilíbrio hídrico e contração muscular. Ainda contém vitamina C, que contribui no combate ao envelhecimento precoce e auxilia na absorção de ferro pelo organismo. Além disso, possui triptofano, um aminoácido que ajuda a diminuir o estresse, melhora o humor e a qualidade do sono.


“É importante destacar que quanto mais madura a banana, ela concentra mais açúcares, e deve ser consumida com critério. Durante o amadurecimento ocorre redução dos teores de amido e acúmulo de açúcares como frutose, glicose, com predominância de sacarose”, explica a nutricionista Tatiana Branco.

Na hora de comprar a fruta, ela não deve estar 100% madura. Prefira as com casca amarela, um pouco esverdeada, e com manchinhas marrons.

Evite as com partes moles ou machucadas. Em casa, deixe-as amadurecer na fruteira ou num lugar fresco e arejado.

A banana estará boa para o consumo, com todo o sabor apurado, quando a casca estiver completamente amarela, inclusive as pontas. Depois de amadurecida, pode ser mantida na geladeira entre três e cinco dias.


TIPOS
Banana-nanica – 
92 kcal em 100 g. Tem casca fina, polpa bem docinha, macia e de aroma agradável. Pode ser consumida in natura com aveia, granola ou grãos de preferência. Pode ser assada à milanesa ou usada no preparo de compotas;

Banana-da-terra – 128 kcal em 100 g. Também conhecida como banana-pão, pois a sua polpa é mais consistente. Mais comprida e menos adocicada, não é indicada para ser consumida crua, pois dificulta à digestão O ideal é utilizar em pratos cozidos, fritos e assados ou preparar como purê para acompanhar peixes;

Banana-prata – 98 kcal em 100 g. Menos doce e mais consistente que a nanica, ela é a variedade que se conserva por mais tempo em casa. Ótima para ser consumida in natura e usada no preparo de bolos, tortas e doces.

Banana-maçã – 87 kcal em 100 g. Tem esse nome por conta de seu perfume, que lembra a maçã. Pequena e com polpa clara e macia, ela é recomendada para bebês e idosos, por ser de fácil digestão. A melhor maneira de consumir é in natura;

Banana-ouro – 112 kcal em 100g. É a menor de todas, medindo no máximo 10 cm. Tem casca fina de cor amarelo-ouro, polpa doce, sabor e aroma agradáveis. Pode ser consumida in natura, compor receitas de bolos ou ser preparada empanada.

RECEITA BOLO INTEGRAL DE BANANA

Ingredientes: 1 e 1/2 xícaras de farinha de trigo integral; 1 e 1/2 xícaras de farinha de trigo ou de aveia ou de coco; 1 e 1/2 xícaras de açúcar (eu usei mascavo, mas pode ser demerara, de coco, refinado etc); 3 ovos, 1 xícara de leite desnatado; 1 xícara de óleo de milho (pode ser de coco, canola); 4 bananas amassadas (pode por mais); 1 colher (sopa) de canela; 1 colher (sopa) de fermento em pó.

Preparo: bata os ovos, o leite e o óleo no liquidificador. Junte o açúcar e bata. Em uma tigela, coloque os secos (farinhas, fermento e canela). Junte a mistura do liquidificador e misture com uma espátula até ficar homogêneo. Junte as bananas amassadas ou picadinhas. Misture e leve a uma forma de furo no meio de 25 cm untada e enfarinhada. Leve ao forno preaquecido a 200°C por cerca de 35 a 40 minutos ou até estar assado (enfie um palito, se sair limpo está pronto). Não abra o forno antes de 20 minutos para não solar.

Tudo sobre: