EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

27 de Janeiro de 2020

Leonardo Zanotti: gratidão pelas coberturas esportivas

Jornalista conheceu mais de 20 países por intermédio do seu trabalho na TV Tribuna

A história de Leonardo Zanotti se confunde com a da TV Tribuna. Em abril, completa 25 anos na empresa. “Entrei como motorista/iluminador, depois fui repórter cinematográfico, repórter e apresentador. Hoje, ocupo o cargo de editor e faço reportagens na rua. É fascinante”, comemora o jornalista.

Depois de fazer ronda nos noticiários em geral, veio a oportunidade de ir para o esporte. “Eu acho muito mais gostoso de fazer, por ser um tema mais leve, com a superação de atletas. É bem gratificante”. E, apesar dos gostos específicos, Leonardo faz questão de mergulhar fundo nas reportagens de todos os estilos esportivos. “Eu gosto de fazer todo tipo de cobertura. Acredito que assim as coisas fluem melhor. Temos que dar a mesma intensidade e demonstrar o mesmo interesse por todos os assuntos. Procuro atender a todo mundo da melhor forma e procuro fazer uma matéria perfeita, seja lá qual for o tema”, ressalta ele, que destaca duas experiências internacionais.

“Uma foi nos Jogos Olímpicos da Grécia, em Atenas, em 2004. Fizemos a primeira cobertura jornalística via internet da TV Tribuna. A outra foi a final do Mundial de Clubes, com o Santos de Neymar, no Japão. Fizemos o primeiro ao vivo internacional a distância. Foi fantástico”.

Depois de conhecer mais de 20 países, trabalhando pela TV Tribuna, Leonardo se sente realizado, mesmo com a correria do dia a dia. “A região é muito esportiva, com diversos eventos, e temos que acompanhar. É super-enriquecedor”.

Tímido, confessa que evita aparecer muito na telinha durante as reportagens. Mesmo assim, é facilmente reconhecido. “Fui setorista do Santos por alguns anos e as pessoas não esquecem. É gostoso quando lembram de você por algo positivo. Não há dinheiro que pague”.

Quando sobra um tempinho, Arthur, de 8 anos, é dono da atenção do jornalista. “Faço de tudo pelo meu filho. Também o incentivo a praticar esportes, porque acredito que afastam de coisas ruins e podem transformá-lo num cidadão melhor. Ele é um menino brilhante, minha grande inspiração”.

Tudo sobre: