EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

8 de Julho de 2020

Descubra qual cor utilizar no Natal e como você pode explorar mais o seu look

Vai vestir vermelho? Dourado? Branco? Ou verde? Saiba os motivos para essas tonalidades brilharem tanto agora

Para se ter uma “noite feliz” no Natal, presentes e uma grande e farta ceia não bastam na opinião de Alicia Alonso, idealizadora da Allown, marca de moda inovadora e sustentável nascida neste ano na Baixada Santista, que atua com três frentes de produção: bases ecológicas, reaproveitamentos têxteis e tecnologias sustentáveis certificadas. Alicia acredita que também é preciso expressar estilo, algo que passa pela roupa certa com a cor ideal.

“Escolher as tonalidades para essa ocasião tão especial não é simples. Afinal, vários detalhes podem tornar o seu look um desastre ou um espetáculo natalino”, opina ela, que separou algumas dicas. A primeira, por sinal, é olhar-se no espelho, para analisar as próprias características e identificar quais cores realçam a sua beleza. “Se tenho olhos verdes, o verde faz parte da minha cartela de cores de preferência? Se meus olhos são acinzentados, o cinza vai combinar?”, orienta, acrescentando que há outros aspectos a observar, como os tons dos lábios e da pele, fazendo testes com as peças que já tem na frente do espelho.

Mas o físico não costuma ser tudo, principalmente quando o assunto é o look para o Natal. A personalidade deve ser levada em consideração, conforme aponta a estilista da marca, Aline Cassiano: “O vermelho é seletivo, forte. Chama atenção”. Para quem não gosta de atrair todos os olhares, a especialista recomenda apostar em tons neutros, como os nudes, além de toda coloração em tom pastel, que fica estilosa em qualquer época do ano.

A estilista, no entanto, faz uma ressalva: “Não existe problema em usar o branco, embora combine muito bem com o Ano-Novo, por ser mais despojado e remeter à paz”. Quanto ao verde, Aline entende que é uma boa alternativa de cor. “O ideal é usar tonalidades como o menta, que combina com o verão, ou o musgo, que é atemporal”, diz.

E o dourado? Para as duas profissionais de moda, essa cor é mágica! “Ela nunca sai da moda. Além disso, todos querem dinheiro, e para mim, o dourado remete à riqueza”, afirma Alicia, que sugere que todos pensem em brilhar também de dentro para fora, promovendo um Natal colorido de amor, paz e muita vida.

Mais opções

O arquiteto Frederico Marins lembra que, hoje em dia, o Natal já vem ganhando outras cores além dos tradicionais vermelho, dourado, branco e verde. Mas há um ditado que diz que quem é rei nunca perde a majestade... “O vermelho significa o amor incondicional; o dourado traz o sol, a luz e o divino; o branco simboliza pureza, inocência e renascimento; e o verde representa a esperança e a força da natureza”, discorre sobre as tonalidades.

Porém, na visão do arquiteto, escolher a cor para reinar no seu Natal depende única e exclusivamente do seu astral e do local em que estará neste fim de ano. “Em cidades mais tropicais e de litoral, como as da Baixada Santista, a dobradinha azul com prata é adotada por diversas famílias. No interior ou em regiões serranas, o verde pode predominar até na roupa do Papai Noel. Já em regiões com grandes festividades populares e religiosas, há como fazer um Natal com chita, fitas coloridas e muita personalidade”, observa.

Para quem é irreverente e quer explorar uma cor completamente fora das oficiais, pode ainda se inspirar na principal tendência para 2020, apontada pelo instituto norte-americano Pantone, que vai colorir os lançamentos da indústria do design, da moda, da beleza e da decoração. O tom se chama Classic Blue e lembra o céu noturno do entardecer; portanto, é uma tonalidade escura. “Vivemos em uma época na qual é preciso ter fé e confiança. Essa certeza e constância são expressas por essa cor sólida, na qual podemos sempre nos apoiar. Um azul sem limite como o vasto e infinito céu noturno nos incentiva a olhar além do óbvio e assim expandir nosso pensamento”, afirma a diretora executiva do instituto Pantone, Leatrice Eiseman.

A relação das cores com as emoções é bastante estudada, e elas são usadas como meio terapêutico há muitos anos. Foi descoberto que as células do nosso corpo se comunicam com a luz delas, segundo Peter Mandel, considerado o pai da cromoterapia. Restam, então, alguns dias para cada um escolher com qual tom vai se iluminar neste Natal.

Tudo sobre: