EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

20 de Setembro de 2019

Apresentadora do Jornal da Tribuna 2ª Edição fala sobre jornalismo e seus desafios

Melissa Paiva, que está à frente do principal telejornal da TV Tribuna, fala do desafio de produzir notícias com apuração cuidadosa em tempos de redes sociais e fake news

Quem vê a jornalista Melissa Paiva, de 46 anos, à frente do JT2, todas as noites, pode não imaginar que, por trás da firmeza e imponência com que apresenta o principal telejornal da TV Tribuna, está uma mulher que não gosta de holofotes. “Na verdade, sou bem tímida. O foco, ali, é a notícia”, diz ela, que brinca: “Estou até nervosa. Sempre sou eu quem entrevista”. Com 21 anos de TV Tribuna, o fato de ser “conhecida” ainda a assusta um pouco, mas ela dispensa rótulos de “estrela”. 

Inspiração para estudantes e símbolo de credibilidade, a apresentadora define o jornal como ágil e o mais factual possível.

“Procuramos trazer as notícias do momento, com a maior atualização possível. Links ao vivo, informação que complemente o que aconteceu durante o dia, para que a pessoa chegue em casa já bem informada”.

A missão é das mais difíceis, pois o telejornal herda boa parte da audiência do começo da noite e é o mais visto da TV Tribuna.

Cabe a ele o desafio de resumir os fatos do dia e mostrar o que está acontecendo naquele momento.
Receosa com redes sociais e o modo como as fake news são espalhadas, Melissa defende que só o jornalismo profissional pode separar o que é fato do que é fake. “Temos que acreditar sempre nisso”, afirma.

Relembrando o dia a dia como jornalista, ela diz que um de seus maiores desafios foi na cobertura da morte do então candidato à presidência Eduardo Campos, em agosto de 2014.

“Foi assustador e, ao mesmo tempo, um desafio enorme que foi superado. Foram cerca de 30 minutos à frente do telejornal, ao vivo, só comigo falando. Nunca esquecerei este dia”.