EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

14 de Agosto de 2020

Morre Kaneco, que participou de um dos gols mais bonitos na Vila

Alexandre Carvalho estava com 70 anos da idade e defendeu o Peixe na década de 60

Com a camisa do Santos ele fez 16 jogos e marcou um

(Foto: Nirley Sena/A Tribuna)

Kaneco, ex-jogador do Santos FC, morreu nesta terça-feira (18) em Santos aos 70 anos da idade, vítima de câncer. Ele foi internado na segunda-feira (17) no Hospital Gulherme Álvaro (HGA).

Segundo informa o site oficial do clube, Alexandre Carvalho (era o seu nome) ficou conhecido por ter participado de um dos gols mais bonitos da história da Vila Belmiro.

Contra o Botafogo de Ribeiro Preto, pelo Campeonato Paulista de 1968, pegou a bola no lado direito do gramado e deu uma carretilha em Carlucci e cruzou para Toninho Guerreiro (também já falecido) finalizar de calcanhar para dentro do gol. 

Kaneco disputou 16 jogos pelo Peixe e marcou um gol. Em comunicado oficial, a diretoria do Peixe lamenta a morte e decreta luto de três dias. O velório será na Beneficência Portuguesa, em Santos, a partir das 8 horas desta quarta-feira (19). O sepultamento será no cemitério do Saboó, às 15 horas. Em 18 de setembro de 2011, A Tribuna publicou entrevista feita pelo repórter José Luiz Araújo, na qual o ex-atleta relatou detalhes do período em que jogou no Alvinegro e também opinou sobre Neymar. “Era duro conseguir vaga no ataque. O negão (Pelé) bem poderia me dar o lugar dele, mas não queria sair de jeito nenhum. Queria jogar todas. Brincadeira. Eu jogava com a sete e se um só número na camisa pesava, imagina dois (10). Todos os jogadores que estavam no Santos naquela época ganharam dinheiro, inclusive, graças à fama dele, Pelé. Se não souberam administrar, paciência. Quanto ao Neymar, ele não joga bola, brinca com ela. Mas jamais será Pelé. Quem viu o negão jogar sabe muito bem o privilégio que desfrutou”.

Tudo sobre: