EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

16 de Novembro de 2019

Com menor oscilação, fundos imobiliários aparecem como opção de investimento

Daniel Linger, estrategista da RB Investimentos ressalta que a variação do fundo é baixa se comparada a ações da bolsa de valores

Com uma oscilação menor, os fundos imobiliários têm aparecido como opção para pessoas que procuram investir. Segundo Daniel Linger, estrategista da RB Investimentos, a variação de um fundo é, em média, de 4,2%, enquanto as ações variam em 19,1%.

O palestrante apresentou o tema "Fundo de investimento imobiliário e fundings", no Seminário da Indústria da Construção Civil - Santos e Região, realizado nesta terça-feira (22), no auditório do Grupo Tribuna, em Santos.

Linger destacou que, com apenas R$ 100,00, é possível comprar cotas de fundos imobiliários. "Se eu comprar um imóvel e tiver dificuldade, eu não posso vender o banheiro, vender um quarto. Com o fundo imobiliário, não. Eu posso vender cotas", explicou.

O estrategista disse ainda que o fundo imobiliário é democrático, uma vez que é possível comprar cotas de um mesmo fundo que grandes investidores. Além disso, não há cobrança de imposto de renda em cima dos aluguéis do fundo.

"Diferente de quem compra um apartamento, quem investe em fundo imobiliário não paga imposto de renda sobre os aluguéis. Somente no ganho de capital da venda das cotas, que é necessário pagar 20%", comentou.

Por fim, Daniel Linger destacou que a existência de plataformas independentes tem auxiliado na liquidez dos fundos. "Com as plataformas de investimento independentes, está cada vez mais democrático investir. Isso acaba impulsionando pessoas a investir, melhorando a liquidez", finalizou.

Tudo sobre: