EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

22 de Novembro de 2019

Thaís Pereira é campeã na 35+ do A Tribuna

Em sua primeira participação em simples, ela superou Janaina Leal por 2 sets a 0

Superar a tensão de jogar diante de vários espectadores e o nervosismo da primeira final para vibrar com o inédito título no Torneio A Tribuna de Tênis. Foram essas as emoções vividas por Thaís Pereira, de 36 anos, ontem à noite, no Tênis Clube, ao conquistar a categoria 35+ principiante feminino da 60ª edição do campeonato.  

Na decisão, Thaís Pereira, do Tênis Clube de Santos, derrotou a sua colega de agremiação, Janaina Leal, de 39 anos, por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/1. E vibrou com a conquista do primeiro torneio de simples que ela disputou desde que começou a praticar o esporte, há seis anos. 

“Joguei três anos o torneio de duplas do A Tribuna, mas simples é a primeira vez. Eu estava tensa, mas na hora deu pra jogar. Foi bem legal, emocionante. Pra primeira experiência foi ótima, eu nem esperava (o título)”, comentou a servidora pública. 

Para saborear a vitória, Thaís teve que driblar a fobia de atuar diante da uma plateia. “Meu marido joga e me incentivou a jogar. Eu não gostava, tinha vergonha do erro, sempre foi uma luta pra eu entrar em quadra. Fico apavorada, prefiro que não tenha gente assistindo, mas não tem jeito. Mas pra primeira vez tá bom, né? Ganhei”.  

Após deixar a adrenalina em quadra, Thaís já pensa na próxima edição do A Tribuna de Tênis. “Agora eu tô em todos!” (risos).  

Do outro lado, mesmo derrotada, a empresária Janaina Leal também contabilizava os pontos de sua participação na 60ª edição do mais tradicional torneio da Baixada Santista.  

“Jogo tênis há três anos e é a terceira vez que jogo o A Tribuna. Foi minha primeira final, ano passado eu saí na semi”, avaliou ela, reconhecendo que o nervosismo a atrapalhou. “A tensão é muito grande, fiquei muito nervosa, não consegui fazer o meu jogo hoje (ontem)”.  

Encerrada a participação este ano, ela já projeta a edição 2020. “Tênis é uma diversão, a gente tem uma turma muito boa aqui no clube. Apesar de ficar nervosa, eu gosto de competir. Ano que vem estou aqui de novo”.  

Tudo sobre: