EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

20 de Novembro de 2019

Garoto de 9 anos joga 3 horas pelo título em campeonato de tênis

Santista Rafael Souza e Nascimento foi destaque em competição esportiva

Uma batalha de três horas para ser campeão. Para a definição do primeiro set, foram necessários 53 minutos e 1.890 batidas na bola entre os dois jogadores para que um dos pontos fosse definido. O feito seria digno de um jogo envolvendo Roger Federer, Rafael Nadal ou Novak Djokovic, mas aconteceu com o santista Rafael Souza e Nascimento, de apenas 9 anos. 

Na final da Copa Santa Catarina, no mês passado, em Itajaí, o atleta da Tennis by Osvaldo Maraucci, no Clube dos Ingleses, superou os seus limites para derrotar Vinicius Gilioli, de Chapecó-SC, por 2 sets a 0 (7/5 e 6/4), e conquistar o título na categoria 9 anos. 

“Eu sabia que o ponto ia ser longo. Quem fizesse tava quase com o set decidido. Quando eu estava cansado e acertava na bola, pensava: ‘pelo menos acertei’. Até que eu mandei um bola curta, ele tentou o slice de esquerda e errou, mandando na rede”, conta Rafael sobre o ponto histórico, quando o jogo estava empatado em 5 a 5 no set inicial.

Enquanto todos ao redor da quadra aplaudiam o empenho dos dois atletas, Rafael mal celebrou o ponto. “Quase nem consegui vibrar direito, porque tava muito cansado. Eu só levantei a raquete pra comemorar, bem timidamente”.

Reunindo forças para fechar o set em 7/5, Rafael teve que se recompor no segundo set, quando o adversário chegou a abrir 4/2. “Depois daquele ponto no primeiro set, me senti muito confiante para ganhar o jogo, que foi bem difícil. 

Agora, Rafael, líder do ranking brasileiro na categoria 9 anos, está pronto para estrear no Torneio A Tribuna de Tênis, disputa na qual vai jogar pelo bicampeonato na categoria 10 anos, que ele venceu no ano passado. A competição começa amanhã.

Fã do seu xará, Rafael Nadal, o santista espera seguir o caminho do profissionalismo no tênis. E explica porque o espanhol é o seu tenista favorito. “O outro jogador que tem que ganhar o ponto, porque o Nadal não deixa passar uma, tem muito espírito de luta, é muito focado”. 

No caminho do irmão

Rafael começou a jogar tênis aos 7 anos, por influência do irmão mais velho, Giovanni Nascimento e Souza, campeão na categoria 12 anos do Torneio A Tribuna, em 2018. 
Este ano, Giovanni, décimo colocado no ranking brasileiro na categoria 12 anos, também está inscrito na categoria 14 anos. Ele espera vencer o terceiro título na competição, já que também foi campeão na categoria 9 anos. 

Tudo sobre: