Tribuna do Leitor - 19 de maio de 2020

Na edição desta terça-feira, participações de Antonio Carlos de Moura, Uriel Villas Boas, Grupo de Proteção da Família e Cidadania, João Horácio Caramez, Evandro Duarte e Marcelo de Mattos

Protocolo recomendado

Que o Presidente da República não sabe usar palavras cordiais em entrevistas, principalmente, frente à Imprensa e ao isolamento, isso não é novidade para ninguém. Mas é importante não ficarmos cegos e sermos levados pela opinião padronizada da mídia. Analisem esse texto do presidente: "Ficar em casa, para quem pode, é legal, sem problema nenhum. Agora, para quem não tem condições, a geladeira está vazia e três ou quatro filhos estão chorando de fome, é desumano". Será que governadores estão preocupados com as suas geladeiras? Será que salão de beleza, barbearia e até mesmo academias, não poderiam operar com lotação reduzida a 30%, uso de máscaras e afastamento mínimo entre pessoas? Recomendar isolamento total é ficar na zona de conforto, pois basta seguir o protocolo recomendado pela OMS. Se começarem assaltos e saques em supermercados, é só explicar que se seguiu o protocolo recomendado.
Antonio Carlos de Moura - Santos

Procedimentos lamentáveis

Efetivamente, o atual ocupante do cargo maior da República não entendeu que precisa ter sensibilidade, deixando de lado interesses familiares, para buscar soluções para os graves problemas que o Brasil enfrenta. São lamentáveis seus procedimentos, como incentivar seus seguidores a promover manifestações públicas com ofensas ao Congresso Nacional, ao STF e, mais, defendendo o retorno de medidas ditatoriais, entre as quais, a censura à Imprensa. O presidente da República precisa ter uma resposta dos segmentos sociais democráticos, para implementar medidas adequadas na Economia, na área social e, evidentemente, em programas para a Saúde.
Uriel Villas Boas - Santos

Todo apoio

Nosso total apoio a Promotoria de Justiça Civil da Cidade de Santos para que tenhamos melhor qualidade de vida e menos pessoas mortas e contaminadas pela covid-19. Agradecemos aos promotores de Justiça as providências que foram tomadas em defesa da Saúde Pública, conforme amplamente divulgadas pela Imprensa. A necessidade do isolamento social como forma de controlar esta terrível situação por que estamos passando é a única certeza.
Grupo de Proteção da Família e cidadania - Santos

Privacidade invadida

Explícita e prática a maneira com a qual a sra. Suze Almeida alertou em seu te<CW0>xto "Google Maps", publicado nesta coluna no dia 16, sobre o quanto estamos à mercê das redes sociais. Num passe de mágica, em apenas um toque, nossa privacidade é invadida e somos vigiados 24 horas por dia. As mídias sociais transformaram em realidade a comunidade global. Você pode nem lembrar, mas o Google sabe o que você fez no verão passado. Não é nada pessoal. Seu caso é só mais um em milhões. Basta ter uma conta vinculada.
João Horácio Caramez - Santos

Trabalho bem feito

Tenho visto, no noticiário policial, a ação da Guarda Civil Municipal de Praia Grande. Pessoal bem treinado e educado, mas firme na atuação. A GCM PG tem tirado das ruas ladrões de celulares, de bicicletas, e traficantes, dando aos munícipes a segurança necessária. Parabéns ao prefeito e ao comandante da GCM PG pelo excelente trabalho!
Evandro Duarte - Santos

Crimes e omissão

Há uma instigação, uma incendiária provocação do filósofo Sartre para nos fazer arder em nossa essência: “o inferno são os outros”. Mas esses “outros” não estão em “nós”? Filosoficamente, sim; mas a julgar pelos meandros atuais, o ralo mundano da necropolítica nacional, não! A incompetência, inaptidão e incapacidade política do governo federal no combate a Covid-19, desprezando os milhares de óbitos, a insuficiência do sistema de Saúde, a ausência de insumos, equipamentos de proteção e aparelhos, a desmesurada omissão, são responsáveis pelo absurdo número diário de mortes. Este genocídio de brasileiros, não poderá ficar impune, devendo o seu responsável responder por estes crimes nos devidos Tribunais Internacionais. Como exposto, vivemos o inferno agora!
Marcelo de Mattos - Santos

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.