Tribuna do Leitor - 19 de fevereiro de 2021

Hoje, com as participações de Juracy Cruz, Renato Fraga A. Pinto, João Francisco, João Horácio Caramez, Márcio Simões da Silva e Rodolfo José Bonafim

Razões médicas
A Tribuna publicou matéria onde lemos o seguinte: "os trabalhadores que se recusarem a tomar vacina contra a Covid-19, sem apresentar razões médicas documentadas, poderão ser demitidos por justa causa, de acordo com o Ministério Público do Trabalho (MPT)". Então, eu pergunto: uma vez que o presidente da República já disse que não vai tomar a vacina, será que ele vai apresentar as "razões médicas documentadas" ou vai se curvar ante a realidade e tomar a vacina?
JURACY CRUZ – SANTOS

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Resposta curiosa
É bem curiosa a resposta da Assessoria do Poupatempo ao leitor, sr. Ferreira, nesta seção, justificando o atraso na emissão de documentos pelo Poupatempo/Detran. Realmente, é importante ter cuidados com aglomerações e seguir os procedimentos do momento. Porém, quero citar que há dois meses tento transferir um veículo de propriedade, através de um competente despachante. Com essa demora, não consigo regularizar a situação, assumo custos indesejados e perco oportunidades de negociar o veículo. Fico com dó de profissionais que precisam trabalhar nesse ramo, que não é meu caso. Detalhe: o processo de transferência não envolve presença de pessoas no Poupatempo. São praticamente papéis, ou nem isso, para regularizar a situação. O pior é que não tenho retorno sobre a situação em que o processo está! Está tranquilo imputar à pandemia os atrasos absurdos que vem ocorrendo com aqueles que querem ter seus deveres em dia.
RENATO FRAGA A. PINTO - SANTOS

Mato nas ruas
Moro na rua Afonso Veridiano, em Santos, e quero denunciar o extremo desleixo da Prefeitura, através da sua Secretaria de Obras e Serviços, com as ruas do bairro Embaré. O matagal está tomando conta das calçadas e meios-fios das ruas, inclusive perto de escolas, estabelecimentos comerciais e casas que vendem alimentos. Isso não aconteceu nem nos piores momentos do governo anterior. É uma vergonha para nossa cidade, que detém alto índice de qualidade de vida, e péssimo para nós, moradores do bairro. Lamentável este início de governo do novo prefeito. Mato é bom no meio da natureza, não no meio de uma cidade.
JOÃO FRANCISCO – SANTOS

Argumentos
Em relação ao excelente artigo de Luiz Carlos Martins, publicado no espaço Tribuna Livre, gostaria de acrescentar algo muito importante: a leitura nos dá argumentos. A maioria das pessoas vive do "achismo". Eu acho isso; eu acho aquilo. Leitura, que é bom, nada! Mas, temos que respeitar. Tempos atrás, em uma entrevista, o grande escritor Paulo Coelho perguntou sobre o que adianta um livro ficar em uma estante por 50 anos ou mais? Qual a sua serventia? Melhor doá-los ou emprestá-los. Já faço isso há muito tempo, às vezes, com uma "dorzinha" no coração, porque não empresto os livros, faço doação.
JOÃO HORÁCIO CARAMEZ - SANTOS

Dia do leitor
É necessário pontuar quando se afirma que a má qualidade do ensino brasileiro é responsável pelo insucesso na formação de leitores, conforme sugerido no artigo 'Feliz Dia do Leitor'. Por mais absurdo que pareça, muitas escolas não possuem biblioteca. Pior: há aquelas nas quais sequer temos livros. Também inexistem bibliotecários. Já chamei a atenção, em artigo neste jornal, para a necessidade de desenvolvimento de Política Pública de Educação Literária, que é bem mais do que "apenas" incentivar a leitura. Do contrário, fazer germinar a semente da leitura, especialmente a literária, continuará sendo desafio hercúleo.
MÁRCIO SIMÕES DA SILVA - SÃO VICENTE

Informações vitais
Em 21 anos de observação e monitoramento da água potável e do clima da Baixada Santista, não poderíamos jamais deixar de enaltecer o trabalho do repórter. Ele permite que a imprensa divulgue nossa missão de conscientização sobre o uso racional da água e a utilidade pública das informações sobre os fenômenos e eventos climáticos, vitais para a tomada de decisões junto à população! Cooperação e ação é a “dobradinha” entre nós, divulgadores e conscientizadores ambientais e científicos, e o repórter.
RODOLFO JOSÉ BONAFIM - SANTOS

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.