Tenente Coimbra

Matheus Coimbra Martins de Aguiar é 1º Tenente do Exército Brasileiro. É formado em Administração de Empresas. Também possui formação em Política e Estratégia, na Escola Superior de Guerra (ADESG). Foi eleito deputado estadual pelo Partido Social Liberal (PSL), com 24.109 votos, nas eleições de 2018.

Acesse todos os textos anteriores deste colunista

São Vicente está perto de ter primeira escola cívico-militar da Baixada

Ministro da Educação se mostrou engajado para que aconteça a efetivação da escola

Na semana passada, demos um grande passo para a implantação de outra escola cívico-militar no Estado de São Paulo, desta vez, na Baixada Santista. Na quarta-feira (12), estive em Brasília com o ministro da Educação, Milton Ribeiro, e tratamos sobre a possibilidade de uma unidade educacional deste modelo na cidade de São Vicente, que comece a funcionar já no ano de 2021. 

O ministro se mostrou engajado para que aconteça a efetivação da escola e, em visita à cidade na última quinta-feira (13), confirmou à imprensa local o interesse em implementar uma unidade no município em breve.

O apoio do atual ministro é mais um passo de uma luta em que estamos trabalhando desde o ano passado. Logo no início do meu mandato, criei a Frente Parlamentar pela Criação de Escolas Cívico-Militares no Estado de São Paulo, na Assembleia Legislativa (Alesp) e, desde então, estamos nos reunindo e debatendo o tema com as prefeituras interessadas, com o Ministério da Educação e com o subsecretário de Fomento às Escolas Cívico-Militares, o Coronel Aroldo Cursino, para que possamos espalhar o modelo por todo o estado.

A escola cívico-militar oferece educação de qualidade a jovens e crianças do ensino público e conta com militares da reserva atuando na administração e no sistema de disciplina, oferecendo um ambiente mais propício ao aprendizado e mais harmonioso entre alunos e professores.

Ainda em 2019, conseguimos com que Campinas fosse contemplada para receber uma escola do modelo, mas após a escolha do local e de diversas audiências públicas com as autoridades e com a comunidade escolar, a cidade acabou sendo descartada por causa de uma ação jurídica de um vereador do PCdoB.

Contudo, não desistimos e logo Sorocaba foi anunciada como a nova cidade que receberá o programa. Já estivemos reunidos com a prefeita Jaqueline Coutinho, que se demonstrou muito interessada, e o processo segue agora para a escolha da escola que será convertida para o modelo cívico-militar, seguindo as recomendações do MEC.

Mesmo após a confirmação de Sorocaba, continuamos trabalhando na coleta de abaixo-assinados - com milhares de assinaturas de cidadãos interessados em trazer o modelo para a sua cidade – e nos reunindo com os ministros para que, então, pudéssemos apontar São Vicente como o próximo município a ser contemplado pelo Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares.

Fica agora a expectativa para o próximo anúncio do MEC quanto às novas cidades que atenderão aos critérios técnicos e poderão receber o programa. Em minhas redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter), publicarei todas as atualizações desde a provável confirmação de São Vicente até o anúncio de outros locais que poderão ser contemplados.

Seguiremos firmes e fortes para que mais unidades de escolas cívico-militares sejam espalhadas por todo o território paulista e, cada vez mais, jovens e crianças possam ter um ensino público de qualidade e com disciplina.

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.