Tenente Coimbra

Matheus Coimbra Martins de Aguiar é 1º Tenente do Exército Brasileiro. É formado em Administração de Empresas. Também possui formação em Política e Estratégia, na Escola Superior de Guerra (ADESG). Foi eleito deputado estadual pelo Partido Social Liberal (PSL), com 24.109 votos, nas eleições de 2018.

Acesse todos os textos anteriores deste colunista

O comprometimento de Jair Bolsonaro em favor da Baixada Santista

O governo federal vem investindo pesado em projetos e obras que visam incrementar o desenvolvimento econômico regional

Desde o primeiro ano de mandato, o presidente Jair Bolsonaro tem mostrado grande apreço pela nossa Baixada Santista. Nunca na história desse país um chefe de Estado se preocupou tanto com a nossa região ou atuou de forma direta e incisiva para resolver problemas locais. Desde o início do mandato, foram cinco visitas para conhecer de perto as demandas e, assim, ajudar a resolver problemas que afetam diretamente os moradores da região. 

O governo federal vem investindo pesado em projetos e obras que visam incrementar o desenvolvimento econômico regional, como os estudos sobre a modernização do Porto de Santos e as discussões sobre a melhor forma de implementar a ligação seca entre Santos e Guarujá.  

O Ministério da Infraestrutura assinou contrato com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social (BNDES) para a realização de estudos dos novos modelos de gestão e exploração do Porto de Santos (SP). A ideia do governo federal é definir o melhor modelo, permitindo que o setor privado atue na gestão, gerando maior fluxo de investimentos e promovendo desenvolvimento. 

Em outra frente, a União participa do Programa Nova Entrada de Santos, com a construção do viaduto entre a Anchieta e o Porto de Santos, o que deve melhorar a fluidez do trânsito da região. 

Bem informado sobre as necessidades regionais, o presidente sinalizou que deve investir na reativação dos 232 quilômetros da linha férrea que liga o Vale do Ribeira ao Porto de Santos. Para isso, estuda utilizar a verba indenizatória que a empresa Rumo deve pagar ao governo pela devolução do ramal Cajati-Santos.

Outra de suas grandes ações foi o envio de R$ 57,3 milhões para a reforma da Ponte dos Barreiros, em São Vicente, o que lhe rendeu o título de cidadão vicentino. A reforma da ponte é um problema que afeta ao todo 350 mil moradores da Baixada Santista e que vinha sendo negligenciada por vários anos pelo governo estadual. Esse investimento mostra o quanto o nosso presidente se preocupa principalmente com aqueles que mais necessitam. 

A Ponte dos Barreiros é a principal ligação entre as áreas continental e insular de São Vicente. Mais de 150 mil moradores da cidade dependem dela para irem até o trabalho, acessarem escolas, hospitais e outras atividades essenciais. Graças à grande contribuição do governo federal, conseguimos dar início ao processo depois de longo período de interdição. 

Neste final de semana, Bolsonaro esteve novamente na região para vistoriar a obra e entender como a aplicação das verbas estava sendo realizada. Segundo ele, essa é a melhor forma de garantir que os recursos investidos sejam aplicados da forma correta, com respeito ao dinheiro que vem do povo, por meio de impostos.

O desenvolvimento da região da Baixada Santista é ação estratégica para o país. Ciente dessa  premissa, Jair Bolsonaro realiza o que seu governo garantiu desde o início: trabalhar sem cessar, com eficiência, para que o Brasil se fortaleça ainda mais.

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.