Tenente Coimbra

Matheus Coimbra Martins de Aguiar é 1º Tenente do Exército Brasileiro. É formado em Administração de Empresas. Também possui formação em Política e Estratégia, na Escola Superior de Guerra (ADESG). Foi eleito deputado estadual pelo Partido Social Liberal (PSL), com 24.109 votos, nas eleições de 2018.

Acesse todos os textos anteriores deste colunista

2020, um ano de desafios

O mundo mergulhou em uma crise nunca vista

2020 foi um dos anos mais difíceis não só para os brasileiros, mas para o mundo todo. E isso não é uma figura de linguagem, não. Estamos enfrentando uma pandemia, os desafios impostos para o controle dessa doença mudaram a forma das pessoas se relacionarem, alteraram o conceito de normalidade e provocaram um impacto sem precedentes na economia. O mundo mergulhou em uma crise nunca vista. 

Clique e Assine A Tribuna por R$ 1,90 e ganhe acesso ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em lojas, restaurantes e serviços!

No Brasil não foi diferente, o desemprego cresceu, comércios e indústrias fecharam e uma série de medidas para salvar vidas e a economia tiveram que ser tomadas. Com o passar dos meses, iniciamos uma recuperação do processo econômico e o crescimento do número de empregos. Mas o caminho a ser percorrido ainda é longo. 

Em São Paulo, um dos estados mais afetados, os parlamentares tiveram um papel importante para ajudar a conter o avanço da epidemia e para garantir que os gastos emergenciais necessários para a compra de equipamentos, testes, remédios e montagem de hospitais fossem feitos de forma transparente. 

Como integrante do grupo Parlamentares em Defesa do Orçamento (PDO), visitei mais de 15 hospitais para verificar in loco denúncias que chegavam ao nosso gabinete. Nessas incursões, identificamos falta de equipamentos de proteção individual (EPI) para os profissionais de saúde, os heróis que salvam vidas diariamente, e compras superfaturadas de materiais, suprimentos e equipamentos. 

Os resultados de algumas dessas fiscalizações foram protocolados no Ministério Público de São Paulo e na Polícia Federal, para a devida apuração dos fatos. Como parlamentar, cumpri durante todo ano, a minha função de fiscalizar os gastos e contratos do governo estadual. 

Durante o período da pandemia, as regras para contratações emergenciais foram flexibilizadas e, infelizmente, isso deu brecha para que uma série de crimes com o dinheiro público fosse cometida. Por isso, a fiscalização dos atos e gastos do Executivo é tão importante e foi fundamental para trazer alguma transparência para os cidadãos de São Paulo.  

Apesar da quarentena, conseguimos avançar com a implantação das escolas cívico-militares. Como criador da Frente Parlamentar pela Implementação das Escolas Cívico-Militares, me orgulho de ter trazido unidades para Sorocaba e São Vicente. 

Depois de muito trabalho ao lado do ministro da Educação, Milton Ribeiro; do diretor do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim), tenente-coronel Gilson Passos, e dos prefeitos das respectivas cidades, conseguimos viabilizar o projeto que trará ganhos enormes para a Educação do nosso estado. 

Além dos dois municípios anunciados, estamos trabalhando colhendo assinaturas de diversas cidades interessadas, explicando o funcionamento do programa e esclarecendo dúvidas sobre o projeto para que existam ainda mais unidades do programa em São Paulo. 

Não podemos deixar de agradecer a participação de todos no nosso mandato, seja enviando demandas para que pudéssemos implementar melhorias em vários municípios; seja denunciando irregularidades e nos ajudando a garantir transparência nos gastos públicos ou se mobilizando para que nosso estado continue recebendo mais escolas cívico-militares. A todos vocês, meu muito obrigado e meu sincero desejo de um Natal cheio de saúde, paz e amor.

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.