EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

9 de Agosto de 2020

Rosana Valle

É deputada federal (PSB/SP), jornalista e escritora. Foi repórter da TV Tribuna por 25 anos e por 18 apresentadora e editora do programa Rota do Sol. Já fez reportagens em mais de 30 países e é autora de dois livros sobre o turismo regional e internacional. Rosana iniciou seu mandato em 2019 e é membro titular das Comissões de Viação e Transportes e Direito das Mulheres

Terminal de Pesca, uma atração caiçara com inclusão social e muito peixe!

Sonho de ver o local reativado está mais próximo

Começa a ficar mais próximo o nosso sonho de ver o Terminal Público de Pesca de Santos (TPPS) reativado e até valorizado como uma atração turística. O terminal, que já foi o mais movimentado do Brasil, mas hoje está em mau estado e com atividade aquém da sua capacidade, merece esta atenção.

Em reunião com o secretário Nacional da Pesca, Jorge Seif, confirmamos que o TPPS está incluído no Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República, conforme o Decreto 10.442, publicado pelo presidente Jair Bolsonaro.

Isso significa que o Governo Federal poderá cedê-lo, em regime de concessão, à iniciativa privada ou mesmo ao Poder Público. Assim, o TPPS poderá ser integrado ao projeto da Nova Ponta da Praia, que já ganhou um centro de convenções, um novo mercado de peixes e completa reurbanização e valorização paisagística.

O secretário Jorge Seif vislumbrou o TPPS nos moldes do que ele viu em Vigo, na Região da Galícia, na Espanha, ou mesmo na Noruega, onde os locais de desembarque de pescado são visitados por turistas para assistir ao espetáculo da chegada dos peixes, além de degustarem pratos à base de frutos do mar.

Jorge Seif é um homem do mar. Como ele mesmo disse, já viveu e voltará a viver da pesca. Seu entusiasmo e conhecimento, de quem já descarregou pescado no nosso terminal, nos trouxe um novo ânimo para resgatar este local privilegiado, bem na entrada do maior porto da América do Sul e diante da mais movimentada travessia de balsas do mundo.  

Ou seja, não faltam qualidades para o nosso terminal, que precisa de melhorias para facilitar a vida dos pescadores e garantir o abastecimento da nossa região.

O próprio presidente da República, Jair Bolsonaro, quando estive com ele em Guarujá, manifestou interesse em reativar e melhor aproveitar o TPPS, tanto que telefonou na minha frente ao secretário Seif, pedindo que me atendesse para tratar do assunto.

Vou acompanhar este tema de perto. Nosso terminal,  inaugurado em 1958, na minha concepção, poderia abrigar o que chamo de “Espaço Jovens do Mar”, incluindo, além do desembarque de pescado, um curso para a formação de jovens mecânicos de motores e demais habilidades ligadas ao setor náutico.

Seria uma atração turística que poderia incluir ainda um curso de gastronomia, focado em frutos do mar. Não apenas os turistas, mas nós, aqui da região, também vamos curtir muito degustar estes pratos com peixes frescos preparados no local, enquanto acompanhamos o desembarque dos pescadores. Tem tudo a ver com nosso jeito caiçara, que tanto amamos.

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.