EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

22 de Outubro de 2019

Rosana Valle

É deputada federal (PSB/SP), jornalista e escritora. Foi repórter da TV Tribuna por 25 anos e por 18 apresentadora e editora do programa Rota do Sol. Já fez reportagens em mais de 30 países e é autora de dois livros sobre o turismo regional e internacional. Rosana iniciou seu mandato em 2019 e é membro titular das Comissões de Viação e Transportes e Direito das Mulheres

Cobrando mais saúde!

Em reunião com o Ministro da Saúde, Rosana Valle reivindica para a região

Em Brasília, agendei e coordenei uma reunião com o Ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, e os prefeitos e representantes das nove cidades da Baixada Santista. Levamos ao ministro as reivindicações de cada município na área da saúde.

Para tornar a reunião mais produtiva, selecionamos previamente todas as reivindicações das cidades. No dia anterior, me reuni com a equipe técnica do ministro Mandetta, e apresentei as necessidades dos municípios.

Dessa forma, no momento do encontro, os prefeitos receberam uma lista com 30 itens respondendo os questionamentos e pedidos das prefeituras.  

Na reunião, o ministro falou sobre todas as dificuldades enfrentadas pelo novo governo, e mostrou-se ciente dos problemas de cada município. As nove cidades da Baixada Santista, tem cerca de 1.7 milhão de moradores. 62% das pessoas não possuem planos de saúde e utilizam exclusivamente os serviços do Sistema Único de Saúde (SUS).

Em maior ou menor escala, todos os municípios enfrentam problemas no atendimento médico dos moradores que necessitam do serviço público. A região tem um déficit de 800 leitos. 

Enfrentamos a carência de recursos para os procedimentos de Média e Alta Complexidade Ambulatorial e Hospitalar, a falta de vacinas e de médicos contratados pelo Governo Federal.

Temos poucas Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) para adultos e crianças. Faltam condições para procedimentos de Cateterismo, Cirurgias Cardíacas, Infantis e Endovasculares. Além disso, lutamos com dificuldades para manter Centros de Oncologia. Isso é só uma parte do gargalo da saúde.

A reunião com o ministro da saúde durou três horas. Ele levou assessores que responderam as perguntas e as demandas relativas a cada área médica.

O ministro colocou sua equipe técnica à disposição, e outras reuniões serão agendadas para dar continuidades aos pedidos feitos pelos municípios.

Estarei acompanhando o retorno das solicitações feitas pelos prefeitos. Sabemos que o país vive um momento difícil, com falta de recursos em todas as áreas. Mas isso não é motivo para que o Governo Federal deixe de cumprir os compromissos com a saúde da Baixada Santista.

Estarei acompanhando e cobrando.

Tudo sobre:
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.