EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

18 de Novembro de 2019

Roberto Monteiro

Foi repórter das principais rádios de São Paulo: Bandeirantes, Record, Jovem Pan e Gazeta. Nos últimos anos atuou nas maiores emissoras de rádio de Salvador.

Santos tropeça no Fortaleza e Flamengo assume a liderança do Brasileirão

Equipe cearense saiu da Vila Belmiro com um merecido empate, deixando o resultado do jogo como a principal discussão da semana pela maneira como foi obtido

Amigos, a rodada do final de semana teve um destaque muito especial para o jogo do então líder Santos, que vinha se mantendo na posição mesmo com duas derrotas seguidas. O time de Jorge Sampaoli, que sempre executa seu jogo em busca do gol, fez um primeiro tempo primoroso diante do Fortaleza, em todos os aspectos, com força de ataque e excelente posicionamento defensivo.

Claro que o gol de Marinho com mais de um minuto de jogo desandou todo o sistema imaginado por Zé Ricardo para o time cearense. Assim, com certa tranquilidade o Santos foi construindo um placar que poderia ampliado ainda no primeiro tempo. Aos 32 minutos já vencia por 3 a 0 dando sinais de que estava recuperado da pressão que sofria para se manter na frente da competição. Destaque para o lateral Jorge, que teve participação brilhante nos três gols santistas.

Porém, mérito seja dado ao time do Fortaleza que não se entregou e, com mudanças ousadas no time, chegou a jogar boa parte do segundo tempo com quatro jogadores de ataque. Objetivo alcançado e saiu da Vila Belmiro com um merecido empate, deixando o resultado do jogo como a principal discussão da semana pela maneira como foi obtido.

Ao mesmo tempo, o São Paulo foi ao Rio de Janeiro e no gramado ruim de São Januário perdeu sua sequência de cinco vítorias seguidas ao cair, por 2 a 0, diante do Vasco.

O time de Luxemburgo dominou amplamente o primeiro tempo e contou com a expulsão de Raniel, aos 32 minutos de jogo, para sair na frente e ampliar logo no início do segundo tempo.

Curiosamente, o time de Cuca melhorou seu posicionamento e a marcação ao adversário depois que ficou com um homem a menos em campo. Insuficiente, porém, para evitar a derrota num dos melhores jogos que o Vasco disputou desde que Luxemburgo assumiu seu comando. 

Já Corinthians e Avaí fizeram um primeiro tempo sofrível, certamente os piores quarenta e cinco minutos deste Brasileirão. No segundo tempo, em situações muito parecidas - um gol sempre depois de uma expulsão - terminaram em 1 a 1, mantendo a invencibilidade do Corinthians pós-Copa América e a torturante campanha do Avaí, que ainda não venceu uma só partida em dezesseis rodadas.

Vale lembrar que o Palmeiras só completa esta rodada enfrentando o Fluminense, no próximo dia 10 de setembro, em razão dos compromissos das duas equipes nos torneios organizados pelo Conmebol.

No final, nesta última rodada, um fato nos chama a atenção: dentre as equipes que ocupam as sete primeiras posições somente o Flamengo venceu e roubou a liderança do Santos.

Tudo sobre:
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.