EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

18 de Novembro de 2019

Roberto Monteiro

Foi repórter das principais rádios de São Paulo: Bandeirantes, Record, Jovem Pan e Gazeta. Nos últimos anos atuou nas maiores emissoras de rádio de Salvador.

São Paulo crescendo na hora certa dentro do Brasileirão

Não se pode desprezar a tradição de chegada do Tricolor Paulista em momentos como esse

Amigos, o Brasileirão continua sendo um torneio muito equilibrado nas suas primeiras posições, como bem prova a rodada deste último final de semana.

Corinthians e Palmeiras continuam com seus estilos de trabalhar sempre por uma bola e tratar de garantir o resultado, o que tornou o jogo das duas equipes monótono e cansativo.

O Corinthians, com suas limitações de elenco e com a filosofia de Fábio Carille, vem aos poucos chegando perto da liderança, sem convencer a ninguém que é uma equipe para brigar pelo título - ao menos até agora - em que pese sua força de camisa e torcida. O jogo diante do Botafogo mostrou uma equipe apenas preocupada em um resultado, que veio em dois belos gols, mas não tendo pela frente um adversário que ao menos pudesse valorizar o resultado do jogo.

Já o time de Felipão vem acumulando jogos sem vitória e preocupando sua torcida, que diante de um elenco númeroso e caro, não aceita bem os revezamentos na escalação e muito menos a qualidade ruim do seu futebol. O estilo do treinador merece ser questionado sim, principalmente pelo investimento feito na construção do elenco alviverde. Claro que o Palmeiras ainda está na luta pelo título, com muita possibilidade de chegar, mas não pode se dar ao luxo de perder pontos e permitir que os adversários diretos subam a cada rodada, como vem ocorrendo.

O ainda líder Santos não conseguiu manter a fase de bons resultados e caiu diante de um time com novo treinador e, consequentemente, com muita motivação em campo. Claro que a expulsão do zagueiro Gustavo Henrique, nos minutos iniciais, teve participação direta no resultado final do jogo, que só não foi pior em razão da grande atuação do goleiro Éverson na partida.

Sampaoli continua fiel ao seu estilo de jogo, por isso não se preocupou em fechar a retaguarda e sacrificar a ofensividade do time. Resultado: deixou que os seus seguidores continuem no seu pé na classificação, equipes poderosas e milionárias que, na teoria, são muito mais favoritas ao título nacional.

Quem está chegando também ao grupo da luta pelo título é o São Paulo, que somou mais uma vitória e tem ainda chance de encostar em pontos ganhos caso vença o jogo atrasado diante do Athlético Paranaende, nesta quarta-feira (21).

As estreias de Juanfran e principalmente de Daniel Alves, que foi o destaque do jogo, mostram uma equipe com um elenco muito bem reforçado e crescendo na hora certa dentro da competição. Cuca tem experiência e sabe das coisas, assim, não se pode desprezar a tradição de chegada do Tricolor Paulista em momentos como esse. Afinal, o São Paulo não tem costume de ficar tanto tempo sem um título de destaque

Segue o Brasileirão, cada vez mais disputado e indefinido....

Tudo sobre:
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.