EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

13 de Agosto de 2020

Resenha Esportiva

Espaço mantido pelos jornalistas Heitor Ornelas, Régis Querino e Bruno Gutierrez. O trio traz informações e comentários sobre o Santos Futebol Clube e tudo mais que acontece no mundo do futebol.

Santos recupera a atitude

Sequência positiva vem após a mudança de postura do time

O Santos chegou ao clássico diante do Palmeiras ameaçado de ficar sem treinador. Após sete jogos modorrentos, nos quais nem as vitórias serviram para dar confiança, o time virou a chave na hora mais decisiva até aqui.

Ainda que o empate diante do Palmeiras não tenha sido um grande resultado, a forma como o time buscou a vitória, com intensidade e iniciativa, foi importante. Depois disso, os triunfos sobre Defensa y Justicia e Mirassol confirmaram que a evolução está em andamento. Até mesmo os problemas parecem indicar a virada, pois a discussão pública entre Diego Pituca e Soteldo contra o Mirassol mostra que ambos estão preocupados em ganhar.

Resta saber o que provocou a mudança. Jesualdo Ferreira reviu conceitos? Os jogadores sugeriram a ele retomar o estilo bem-sucedido do ano passado? Difícil ter certeza. Até porque ninguém vai assumir algo que soe depreciativo. Mas que algo mudou, mudou. Por ora, ficam os méritos para o português, que, justamente, vinha sendo cobrado.

A percepção de melhora também vem da instabilidade dos rivais. Na rodada deste final de semana do Paulista, por exemplo, somente o Santos venceu. Palmeiras, Corinthians e São Paulo tiveram resultados e atuações decepcionantes.

Ao que tudo indica, o Santos tem tudo para continuar vencendo e ganhando confiança. Nesta terça-feira (10), o adversário será o inexpressivo Delfin, do Equador, pela Libertadores. A Vila Belmiro estará vazia, por causa de uma punição sofrida pelo clube em 2018, mas nem isso deve ser suficiente para atrapalhar. Depois, no sábado (14), o adversário será o instável São Paulo, que nem no Morumbi deve ser favorito, dadas as dificuldades que enfrenta e deve enfrentar em uma semana na qual faz uma verdadeira decisão na Libertadores contra a LDU.

Além disso, é de se imaginar que o Santos dificilmente ficará fora da semifinal do Paulista ou da segunda fase da Libertadores. No Estadual, o time santista deve enfrentar Água Santa ou Ponte Preta nas quartas de final. Em tese, dá para passar com segurança. Na competição sul-americana, em um grupo com Defensa y Justicia, Delfin e Olimpia, também é de se esperar a classificação, ainda mais depois da estreia com vitória fora de casa.

Aos poucos, as coisas vão se acertando na Vila Belmiro. Cabe a Jesualdo manter a fórmula que apresentou progresso.

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.