Resenha Esportiva

Espaço mantido pelos jornalistas Heitor Ornelas, Bruno Rios e Bruno Gutierrez. O trio traz informações e comentários sobre o Santos Futebol Clube e tudo mais que acontece no mundo do futebol.

Palmeiras é o único que não decepciona

Com futebol abaixo da crítica, Santos, Corinthians e São Paulo estão devendo no Campeonato Paulista

Passada metade da primeira fase do Campeonato Paulista, somente o Palmeiras mostra futebol aceitável. Santos, Corinthians e São Paulo esbarram nas deficiências e desapontam o torcedor.

A rodada do fim de semana foi emblemática. Dos times grandes, somente o Palmeiras fez gol. Por sinal, a vitória sobre o Mirassol, por 3 a 1, veio com bom futebol no segundo tempo, após a entrada de Bruno Henrique, que cedo ou tarde voltará a ser titular. Mesmo sem Dudu, suspenso, o time palmeirense manteve o equilíbrio após levar o gol e chegou à virada, ratificando a liderança do  grupo, conquistada com triunfos convincentes diante de Oeste e Ituano.

No clássico da rodada, no Morumbi, São Paulo e Corinthians não saíram do 0 a 0. Os donos da casa jogaram melhor, mas esbarraram na velha deficiência ofensiva. Acertar o gol tem sido um problema sério para Pablo, Pato, Vitor Bueno, Hernanes, Daniel Alves, Reinaldo e cia. A exemplo de outras partidas, o time domina e toca bem a bola, mas não aproveita as chances que cria. Curiosamente, as críticas da torcida têm sobrado para o técnico Fernando Diniz, embora o esquema funcione e as vitórias não venham pela incapacidade dos atacantes.

No caso do Corinthians, está na hora de a boa intenção começar a virar realidade. Tiago Nunes chegou credenciado pelo bom trabalho no Athletico-PR, mas até agora não conseguiu acertar a equipe. Os tempos de retranca de Fábio Carille ficaram para trás, mas falta muito para que o Corinthians volte a ser forte. A eliminação na pré-Libertadores – um vexame surpreendentemente bem digerido pela torcida – frente a um adversário com tradição e investimento infinitamente inferiores, mais o futebol irregular no Paulista, mostram que será preciso grande evolução até que um bom trabalho se consolide.

Em Araraquara, o Santos fez seu pior jogo no ano ao empatar com a Ferroviária. Na verdade, a derrota só não aconteceu por causa de Everson, que fez defesas salvadoras, assim como nos jogos contra Red Bull Bragantino e Guarani. Em seis partidas disputadas até aqui, o time de Jesualdo Ferreira não convenceu em nenhuma. E aqui não vai nenhuma comparação com aquilo que o time apresentava sob o comando de Jorge Sampaoli. O futebol é ruim por si só. 

Ainda é cedo para cravar quem vai fazer uma boa temporada e quem não vai. O próprio Palmeiras, que tem sido o melhor time da primeira fase tanto no Paulista como em Libertadores nos últimos tempos, não chegou ao título na sequência, nem dá nenhuma garantia de que o fará desta vez. Porém, sob o comando de Vanderlei Luxemburgo, o time larga na frente da concorrência.

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.