EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

15 de Dezembro de 2019

Resenha Esportiva

Espaço mantido pelos jornalistas Heitor Ornelas, Régis Querino e Bruno Gutierrez. O trio traz informações e comentários sobre o Santos Futebol Clube e tudo mais que acontece no mundo do futebol.

Jorge Sampaoli também comete erros

Empate com o São Paulo mostra que o treinador tem seus dias de professor Pardal

Jorge Sampaoli é o grande responsável pela boa temporada do Santos, em que pese a falta de títulos. E justamente para que o trabalho possa ser consolidado no ano que vem, a permanência do argentino é fundamental. Porém, ele também tem seus dias ruins, e o clássico do último sábado, quando o time empatou com o São Paulo na Vila Belmiro, foi um deles.

Sem Soteldo, o principal atacante do time, Sampaoli optou por escalar Felipe Jonatan e abriu mão de um jogador agudo como o venezuelano. Não funcionou, apesar de o time ter jogado melhor no primeiro tempo e de ter tido chances para abrir pelo menos dois gols de vantagem.

O desacerto ficou  evidente na etapa final, quando o São Paulo chegou ao empate e ficou perto de virar o placar. Quando Tailson, o mais indicado para substituir Soteldo desde o início, foi a campo, o domínio das ações já era tricolor e o garoto praticamente não produziu nada de relevante.

Não deu para entender por que Jorge Sampaoli não repetiu a estratégia usada na vitória por 2 a 0 sobre o Palmeiras, também na Vila Belmiro, em condições muito parecidas. Naquela ocasião, Soteldo também estava fora, servindo a seleção da Venezuela, e Tailson, escalado desde o início, foi um dos melhores em campo, colaborando com uma atuação intensa do início ao fim. E se lembrarmos que o São Paulo é um time facilmente batido em clássicos, especialmente naqueles disputados fora do Morumbi, o gosto de derrota fica ainda mais amargo.

Felipe Jonatan não é mau jogador, mas, ao lado de Evandro, deixou o time lento e previsível. Carlos Sánchez precisou correr pelos dois, o que não é fácil, a despeito do fôlego privilegiado do uruguaio.

Restam cinco jogos para o término do Campeonato Brasileiro e o Santos vai seguir em busca do vice-campeonato até o final. Entretanto, para ultrapassar o Palmeiras e terminar atrás somente do campeoníssimo Flamengo, será necessário evitar tropeços como o do último sábado.

Tudo sobre:
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.