EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

16 de Novembro de 2019

Paulo Corrêa Jr

Deputado estadual reeleito e líder do Patriota na Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa Jr. é formado em jornalismo e direito. Têm como bandeiras principais a descentralização do Porto, causas ligadas ao esporte e assistência social. É considerado um deputado metropolitano, pois sua base está espalhada pelas cidades que englobam a Baixada Santista, Vale do Ribeira e Litoral Norte.

Um grande passo para a geração de empregos

Há duas semanas conseguimos aprovar na Assembleia Legislativa o projeto de lei que prevê incentivo para a indústria automobilística com descontos nas alíquotas do ICMS

Há duas semanas conseguimos aprovar na Assembleia Legislativa o projeto de lei que prevê incentivo para a indústria automobilística com descontos nas alíquotas do ICMS. Como contrapartida as empresas deverão apresentar um plano de atuação contemplando investimentos superiores a 1 bilhão de reais - exclusivamente no Estado de São Paulo – bem como a geração mínima de 400 postos de empregos por projeto. Além do investimento para o Estado e a criação de postos de trabalho, a iniciativa tem como objetivo evitar a fuga das empresas para outros estados.

Estando em vigor, os prefeitos terão um importante papel para atrair as empresas, apresentando outras vantagens como forma de convencê-las a optar por seu município para transferência ou instalação de novas plantas. A logística, a qualificação da mão de obra e a oferta de benefícios municipais serão decisivas na hora da escolha.

A Baixada Santista possui grandes diferenciais prontos para impactar futuros investidores. Além do fato de estarmos próximos da Capital São Paulo, temos grandes áreas em Cubatão, que durante décadas abrigou um potente Polo Industrial, possuindo inclusive um porto dentro da Usiminas. Por conta disso, acredito que exista uma mão de obra qualificada, fruto da formação feita por empresas deste polo. Não podemos deixar de citar também, o polo universitário da Região com dezenas de cursos que podem produzir futuros profissionais gabaritados. Além, é claro, do Porto de Santos, o maior da América Latina, capaz de escoar toda ou parte da produção, seja para exportação ou cabotagem.

Um fato importante que se alinha com a ideia, é a possibilidade de termos ainda o início das obras no complexo do Andaraguá, em Praia Grande, que prevê um grande aeroporto de cargas e terminais com previsão para criação de 15 mil empregos diretos e indiretos.

Com um passo de cada vez e um longo caminho a ser percorrido, a aprovação deste projeto de lei traz um novo alento e novas perspectivas para nossa Região.

Tudo sobre:
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.