Paulo Corrêa Jr

Deputado estadual reeleito na Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa Jr. é formado em jornalismo e direito. Têm como bandeiras principais a descentralização do Porto, causas ligadas ao esporte e assistência social. É considerado um deputado metropolitano, pois sua base está espalhada pelas cidades que englobam a Baixada Santista, Vale do Ribeira e Litoral Norte.

Acesse todos os textos anteriores deste colunista

Novas câmaras, novos desafios

A partir do dia 1° de janeiro, teremos o início de um novo ciclo político com a participação dos vereadores que foram eleitos ou reeleitos no último domingo

A partir do dia 1° de janeiro, teremos o início de um novo ciclo político com a participação dos vereadores que foram eleitos ou reeleitos no último domingo. De forma geral, a renovação seguiu a média de outras eleições.

Como disse o falecido ex-governador Franco Montoro, “ninguém vive na União ou no Estado. As pessoas vivem no Município”. Desta forma, os reflexos do trabalho de um vereador são bem melhor percebidos e impactam muito na vida do munícipe.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços!

Serão esses novos legisladores que terão pela frente o desafio de fiscalizar e propor ideias para que os prefeitos possam cumprir suas obrigações com os cidadãos, servindo e atendendo a demandas de forma que as desigualdades sociais sejam cada vez menores.

A diferença que não poderia deixar de ser citada, serão os reflexos e impactos causados pela pandemia que trouxeram danos significativos na economia, resultando em desemprego e queda de arrecadação. Os prefeitos – novos ou reeleitos – terão que ser ainda mais criativos e controlados para gerir seus municípios, sempre sob a batuta da Casa de Leis.

Desejo a todos, muito sucesso e compromisso com seus munícipes e me coloco à disposição para interceder junto ao Estado, naquilo que for preciso e estiver ao meu alcance.

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.