Márcia Atik

Psicóloga, terapeuta sexual e de casal, Marcia Atik também é membro do Centro de Pesquisas em Sexualidade.

Acesse todos os textos anteriores deste colunista

Tocar, beijar e mordiscar: Sexóloga desvenda o 'mapa secreto' do prazer

Tanto homens e mulheres tem muitos pontos do corpo que acendem o desejo, importante ter o controle dese mapa

Existe uma música dos anos 1970 em que, em dado momento, a letra fala na geografia do corpo da amada. Isso me reporta o quanto ainda não nos detemos na geografia do corpo desejoso e erótico.

Ao perguntarmos sobre zonas erógenas, sem dúvida, a primeira lembrança que vem a cabeça é dos orgãos sexuais, mas a verdade é que tanto homens quanto mulheres tem muitos pontos do corpo que acendem o desejo. É muito importante ter o controle deste mapa para fazer a diferença na hora do sexo.

È muito comum mulheres reclamarem que seus parceiros não capricham nas preliminares, e isso quer dizer desbravar o corpo do outro, com as mãos, olhos, cheiros e boca. Até concordo que, na pressa de mostrar a potência, o que também não é bom, já que a penetração é o primeiro e grande objetivo.

Assim sendo, no jogo erótico a relação sexual fica cada vez mais empobrecida e rotineira.

Por outro lado, as mesmas mulheres que reclamam que eles não capricham, perguntadas se elas capricham nas preliminares brincando com o corpo de seus homens, a resposta sempre é um grande silêncio, pois além delas não ousarem brincar nas entrecoxas e nas nucas, provocando arrepios, eles também não colaboram pois ainda acham que os orgãos sexuais são as principais atrações de uma relação sexual prazerosa.

Apurar os sentidos e descobrir que existe vida para além de pênis ereto e vagina molhada, além de que os orgãos sensoriais são as janelas por onde entram os apelos do desejo, olhos, bocas, ouvidos e tato é uma coisa essencial.

Portanto, hoje faço essa convocação: brinquem com os corpos, estimule-os para que o desejo ultrapasse os 2% que representam nossos orgãos sexuais. Temos um corpo inteiro desejoso e estimulado para receber e dar prazer.

O playground no corpo da mulher e do homem, que nem sempre é conhecido nem desbravado como algo super excitante que podem ser sensação de pele arrepiada, é muito importante. Corpos que se contraem ao toque, sinais de que o nosso maior orgão sexual é a pele e o lábio inferior. O peito do homem é tão excitante quanto os seios da mulher, assim como mamilos, coxa e entrecoxa, virilha, períneo e nádegas. Ah! Quem experimentou a parte de trás dos joelhos também não esquece.

Tocar, beijar e mordiscar sem medo de ser feliz.

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.