Eu Estudo Certo

Martha Vergine é delegada de polícia, professora universitária e teacher coach do EU ESTUDO CERTO. Especialista em técnicas de estudo e estratégias emocionais para ajudar pessoas que querem passar mais rápido em provas - como concursos públicos, exame da OAB, vestibulares e ENEM.

Acesse todos os textos anteriores deste colunista

Simulado! Vilão ou aliado?

Aprenda a importância dos simulados em sua jornada rumo a aprovação

Você tem o hábito de fazer simulados?

Pergunto isso pois muitas pessoas não fazem simulados durante a jornada de estudos e isso acontece por diversos fatores. Algumas pessoas não fazem simulado por não saberem, por não achar relevante, porém o mais comum deles é o medo do resultado, isso mesmo, as pessoas ficam com medo de se testar.

Eu sei que nem sempre o resultado é o esperado, mas te garanto que você pode se surpreender ao fazer simulados periodicamente.

Primeiro você precisa entender qual a importância de fazer simulado!

Vou usar aqui um exemplo que sempre uso e que deixa muito claro o que quero que você entenda. Pensando na copa do mundo, você acha que os jogadores treinam chute a gol apenas na hora dos jogos ou eles treinam por meses e meses para estarem ótimos no dia do jogo?

É óbvio que eles passam por todo um preparo, treinam chute a gol incansavelmente ao ponto de serem capazes de fazer um gol com os olhos fechados.

Com a sua prova não pode ser diferente! Lembre-se que quando você não treina antes você faz do dia do jogo um treino, tenho certeza que não é esse o seu objetivo.

No caso do estudo o simulado é o seu treino, é quando você vai literalmente simular o momento da sua prova e poderá perceber o que precisa de ajustes.

Além disso, com o resultado do simulado você perceberá em quais pontos da matéria está indo bem, que precisam de mais atenção, além de preparar seu corpo e mente para aquela situação que você vai enfrentar.

Quando chegar o momento de fazer a prova não terá aquela sensação desconfortável de estar em uma situação totalmente nova, pois com os simulados o seu cérebro entenderá que aquilo já aconteceu antes.

Fora que é mais uma oportunidade para você conhecer a forma como o conteúdo que você está estudando será cobrado no dia da prova.

Agora que você já entendeu a importância de fazer simulados, vou te explicar como fazê-los!

Dica 1 - Escolha do material

Pegue uma prova anterior ou, caso não tenha, alguma prova semelhante a que você terá que fazer.

Tenha muita atenção ao selecionar o material, busque uma fonte segura, como o site da banca que aplica a prova, e também veja se tem o gabarito disponível, pois ele será muito importante ao final do seu simulado.

Dica 2 - Escolha do local

Escolha um lugar da sua casa em que não será interrompido pela rotina das outras pessoas que moram com você.

Use uma cadeira não muito confortável, afinal no dia da prova provavelmente você terá a sua disposição uma cadeira escolar e não uma cadeira ergonômica.

Durante o tempo do simulado acostume-se a ter a sua disposição apenas água, nada de banquete durante a prova, pois ter que equilibrar um monte de coisas sobre a mesa só vai te atrapalhar.

Coloque o celular no silencioso e avise as pessoas próximas que precisa da ajuda delas, para não te interromperem durante aquele período.

Dica 3 - Tempo

Verifique qual o tempo máximo que dura a sua prova, pois esse será o tempo que você terá para fazer o seu simulado.

Escolha um momento do dia em que poderá cumprir todo o tempo de prova, sem precisar parar.

Coloque o cronômetro para marcar o tempo e não desligue caso precise ir ao banheiro, afinal esse tempo não será descontado no dia da prova.

Dica 4 - Faça de conta que chegou o dia da prova

Isso mesmo! Ao marcar em sua agenda o seu simulado “chegue” no horário, use apenas os materiais permitidos e faça a prova seguindo todas as regras da banca.

Ao final do simulado recomendo que anote tudo o que te incomodou, aproveite que está fresco em sua memória.

Por exemplo, se sentiu dores no corpo, talvez buscar alongamentos ou exercícios como Yoga, podem te ajudar a minimizar esse desconforto para o dia da sua prova.

Verifique também no gabarito quantas questões acertou e quantas errou. Analise todas as questões, as que acertou por saber o conteúdo e as que chutou, e as que errou e que precisam de mais atenção nas suas sessões de estudos.

Registre esses resultados em algum lugar de fácil consulta, pois assim poderá comparar com o próximo simulado que fizer.

Agora que você já sabe de tudo isso, que tal incluir os simulados em sua jornada de estudos?

Lembre-se que quanto mais treinar melhor você estará no dia do “jogo”.

Sempre que precisar de auxílio em sua jornada rumo a aprovação, conte comigo!

Nossas redes sociais:

Instagram - @MarthaVergine
Youtube - Martha Vergine
Telegram - Martha Vergine
Facebook - /EuEstudoCerto

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.