EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

12 de Novembro de 2019

Eu Estudo Certo

Martha Vergine é delegada de polícia, professora universitária e teacher coach do EU ESTUDO CERTO. Especialista em técnicas de estudo e estratégias emocionais para ajudar pessoas que querem passar mais rápido em provas - como concursos públicos, exame da OAB, vestibulares e ENEM.

Quem vai lutar suas brigas?

Você quando criança já pensou em se tornar super-herói ou super-heroína? Eu mesma sou apaixonada pela figura da mulher-maravilha, pelo seu empoderamento, coragem, força, determinação que a personagem representa.

Posso não ter os poderes mágicos nem o laço da verdade, mas eu “visto” a minha versão maravilha todos os dias.

Quando entrei na vida dos concursos, logo após o término da minha faculdade, tive uma reprovação na qual não contava, afinal, quem estuda pensando em reprovar? Mas foi desta reprovação que surgiu uma superforça, recomecei (não de imediato, pois como todo ser humano passei por meus dias de luto em relação ao concurso), analisei o que havia dado errado e continuei.

Me empoderei daquilo que havia me tornado, uma pessoa determinada, guerreira, que não iria parar enquanto não realizasse meu grande sonho: ser Delegada de Polícia.

Precisei de coragem. Não me refiro a olhar para aqueles que me cercavam e dizer: fracassei. E sim, a coragem de me olhar do espelho e pensar: eu consigo!

Quando fiz minha escolha pela carreira pública sabia que seria difícil, que muitas pessoas estudavam para o mesmo edital, mas eu também sabia que deveria fazer a minha parte para chegar onde cheguei.

Assim como um super-herói que faz a sua parte para salvar o mundo, eu estava fazendo a minha parte para realizar o meu sonho e salvar o meu mundo particular.

E lá estava eu, 1ano e 8 meses depois, outro edital, novo certame e passei. Tomei posse na carreira que tanto sonhava. Eu havia lutado por mim, não entenda isso como um posicionamento egoísta, ok? Mas se você não pensar em si, ou lutar pelo o que sonha quem irá lutar?

Você é dono do seu caminho, da sua história, da sua vida, você é seu próprio herói!

Aqui trago o exemplo na vida de um concurseiro, mas com facilidade você consegue transportar isso para qualquer faceta da vida.

Se você está tendo dias ruins, lembre-se de fazer o que estiver ao seu alcance para melhorar esse dia e, se nada puder ser feito, respire e não pire. Reaja a cada estímulo (ele positivo ou negativo), saia da inércia, levante e lute (sente na cadeira e estude), a sua vitória virá, mas dependerá apenas de você e do seu esforço!

Lembre-se: seja seu próprio herói!

 

Tudo sobre:
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.