Eu Estudo Certo

Martha Vergine é delegada de polícia, professora universitária e teacher coach do EU ESTUDO CERTO. Especialista em técnicas de estudo e estratégias emocionais para ajudar pessoas que querem passar mais rápido em provas - como concursos públicos, exame da OAB, vestibulares e ENEM.

Acesse todos os textos anteriores deste colunista

Permita-se ter a coragem de recomeçar!

O momento é atípico, mas a sua atitude faz toda diferença

Na semana passada ao ler o relato de uma aluna em nosso grupo fechado, senti um orgulho muito grande e também a necessidade de falar mais sobre uma situação que está afetando a vida de todos.

Bom, para que você entenda melhor do que estou falando vou explicar resumidamente o que a aluna compartilhou.

Ela relatou os desafios que está vivendo, nesse momento atípico, e com a brusca necessidade de se adaptar às muitas alterações na rotina. Ela tem filhos, responsabilidades com a casa, enfim, uma série de responsabilidades que muitas pessoas também possuem.

A questão é que no começo do isolamento foi um susto e cada um se adaptou como foi possível, porém o tempo foi passando e essa situação atípica que estamos vivendo está começando a trazer outros desafios.

Sabe aquela história que se você precisar segurar um quilo de açúcar por poucos segundos nem vai perceber, mas se precisar passar horas e horas, o mesmo um quilo parecerá ser uma tonelada.

Então é dessa situação que eu estou falando. Viver essas adaptações por uma semana, quinze dias, um mês, teve seu peso, mas agora passado tanto tempo o peso pode estar sendo muito maior.

O que me deixou muito orgulhosa da minha aluna é que no relato ela compartilhou como ela faz para não desistir do sonho dela. Ela desenvolveu a habilidade de ser resiliente e de se adaptar a realidade que está vivendo.

Por mais que ela esteja vivendo momentos difíceis, ela não desiste - de jeito nenhum - do sonho da aprovação!

Nós sabemos bem que nossos sonhos ficam em nossos corações, mesmo quando não cuidamos deles, porém sonho que não é cuidado, que não damos a devida atenção, mais cedo ou mais tarde, volta para nos morder!

Eu sei que sempre falo isso, mas é a mais pura verdade, estamos falando de vida real e nem sempre as coisas vão acontecer conforme planejamos. É normal ter que lidar com imprevistos, frustrações e obstáculos, mas a forma como olhamos para tudo isso é que faz toda a diferença.

Permita-se ter a coragem de recomeçar quantas vezes forem necessárias! Não conseguiu fazer a sessão de estudos perfeita hoje, faça a possível, amanhã tente melhorar um pouco mais, vá retomando aos poucos. Está tudo bem se você precisar recomeçar 10, 100, 1.000 vezes!

Quando você tem atenção ao que está acontecendo, o chamado processo de iô-iô é mais consciente e acontece muito mais rápido, pois quando você vai para fora do caminho é porque alguém ou alguma coisa importante te tirou e não qualquer coisinha.

Quero que tenha a consciência que se isso acontecer e se um dia não estudar porque alguém importante precisou de você, ou teve algum problema de saúde, precisa cuidar de alguém, ou qualquer coisa relevante, respire fundo, perceba o que está acontecendo, se observe.

O caminhar até a aprovação às vezes precisa dessas pausas, abrir uma janela para pegar um pouco de ar, porém resolvida a situação, feche a janela e siga andando. Não feche a porta para nunca mais abrir!

Você sabe que esse é um caminho de médio a longo prazo e estamos aqui dia a dia para desenvolver isso. Seria insano se em pouco tempo você precisasse desenvolver tantas habilidades.

A sua jornada rumo a aprovação é construída dia após dia, superação após superação! Os desafios existem para que a gente os vença e evolua com cada situação.

Sempre que precisar de auxílio em sua jornada rumo a aprovação, conte comigo!

Nossas redes sociais:

Instagram - @MarthaVergine

Youtube - Martha Vergine

Telegram - Martha Vergine

Facebook - /EuEstudoCerto

 

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.