Eu Estudo Certo

Martha Vergine é delegada de polícia, professora universitária e teacher coach do EU ESTUDO CERTO. Especialista em técnicas de estudo e estratégias emocionais para ajudar pessoas que querem passar mais rápido em provas - como concursos públicos, exame da OAB, vestibulares e ENEM.

Acesse todos os textos anteriores deste colunista

Pequenas decisões que podem mudar a sua vida

Veja como pequenos passos podem fazer toda diferença em sua jornada

Você já percebeu que a vida, às vezes, nos leva por caminhos que nem percebemos que estamos percorrendo e quando paramos para prestar atenção estamos em lugares que não gostaríamos de estar?

Isso acontece com a maioria das pessoas. As pequenas decisões que tomamos todos os dias vão conduzindo as nossas vidas por caminhos que nem sempre são os planejados.

Observe sua jornada até o dia de hoje e perceba que muitos objetivos que você tinha lá no passado foram reprimidos pela rotina e urgências da vida.

Existe uma coisa que é muito importante e que eu nunca vou deixar de dizer, mesmo que a vida tenha te levado a destinos que não eram os que você planejava, sempre existirá a oportunidade de reajustar a rota.

Tem uma frase que eu gosto bastante e que sempre fez muito sentido para mim, “pisa que o universo coloca o chão”.

Você já percebeu que muitas vezes quando nos abrimos para uma determinada questão tudo parece nos levar por aquele caminho?

Recebo inúmeras mensagens de pessoas que dizem que quando finalmente decidiram estudar para concurso público ou qualquer outra prova, “do nada”, foram parar no meu Instagram ou alguma outra rede social minha.

Acredito muito que quando tomamos algumas decisões em nossas vidas, nosso campo de visão e percepção se abrem para viabilizar o que desejamos.

Depois de participarem de uma Live ou verem uma postagem aleatória, essas pessoas dizem que passaram a seguir algumas dicas, perceberam resultados na jornada de estudos, começaram a sentir que estavam estudando da maneira correta e que a aprovação pode ser uma realidade.

Muitas dessas pessoas tornaram-se #SuperEstudantes e isso me deixa extremamente feliz!

Essa forcinha do universo pode acontecer de formas bem diferentes e é importante que você esteja aberto para aproveitá-las.

Diversas vezes uma simples mensagem pode te inspirar a fazer a sua sessão de estudos do dia e não procrastinar, por exemplo.

Pode ser também um texto que te explica quais são os primeiros passos e isso te ajuda a se organizar e começar a sua jornada rumo a aprovação de uma forma mais segura. Ahhh se quiser ler esse texto, ele está aqui em A Tribuna te esperando, basta clicar aqui.

Já recebi mensagens após Lives que as pessoas diziam que tinham medo da reprovação ou que não se sentiam capazes de realizar o sonho da aprovação e que os dados que eu apresentei as ajudaram a vencer esses sabotadores.

Saiba que sozinha eu não consigo ajudar ninguém a mudar a própria vida. Cada uma das pessoas que me segue decidiram, a cada dia, ter atitudes para alcançar a aprovação.

Você percebeu que tudo isso começou com uma decisão?

Seja ela de apenas seguir uma rede social que possui dicas que podem efetivamente acelerar a sua aprovação, de colocar em prática o conteúdo das postagens e Lives, tornar-se um #SuperEstudante…

São pequenos passos capazes de transformar um sonho que estava adormecido em algo que vai se tornar realidade.

Veja o quão poderoso é isso, um pequeno passo, que você decide dar hoje, pode mudar toda a sua vida.

Caso esteja precisando de uma forcinha, indico que participe da 3ª Semana da Aprovação sem Pressão que começou essa semana, para se inscrever e acompanhar todas as aulas, basta clicar aqui.

Sempre que precisar de auxílio em sua jornada rumo a aprovação, conte comigo!

Nossas redes sociais:

Instagram - @MarthaVergine
Youtube - Martha Vergine
Telegram - Martha Vergine
Facebook - /EuEstudoCerto

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.