EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

18 de Setembro de 2019

Eu Estudo Certo

Martha Vergine é delegada de polícia, professora universitária e teacher coach do EU ESTUDO CERTO. Especialista em técnicas de estudo e estratégias emocionais para ajudar pessoas que querem passar mais rápido em provas - como concursos públicos, exame da OAB, vestibulares e ENEM.

Criando o hábito da leitura e do estudo

Aplique meia hora por dia em leituras durante um mês, sem pular um único dia – aqui não há descanso nos finais de semana

Há bastante discussão quanto ao tempo necessário para tornarmos alguma conduta rotina na nossa vida.

Sete dias? Vinte e um dias? Trinta dias?

Não se sabe com plena certeza, mas uma coisa sabemos: é possível criar um hábito.

É comum ouvirmos por aí que a pessoa não gosta de ler, nunca se dá esse tempo e que, por isso, é uma tarefa hercúlea para ela sentar em uma cadeira e estudar horas, dia após dia, para um concurso.

Se você é uma dessas, saiba que há solução para seu caso.

Você precisa criar um hábito.

Se você nunca estudou ou leu nada, não é de uma hora para outra que você conseguirá estudar duas horas por dia ao longo de meses para se preparar para um concurso.

Aplique meia hora por dia em leituras durante um mês, sem pular um único dia – aqui não há descanso nos finais de semana. Podem ser leituras de ficção, ou qualquer outro assunto, o importante é ler e, em até 30 dias, você muito provavelmente terá criado esse hábito.

Depois disso, começa a fase de experimentação. Aumente o tempo de leitura, passe a estudar conteúdos mais densos, aplique-se a aprender uma nova língua; o céu é o limite.

Será experimentando suas capacidades e limites que você entenderá o que consegue fazer por um período prolongado (meses, anos) sem se desmotivar e abandonar seus mais preciosos objetivos.

À medida que experimenta e se arrisca mais, tanto em tempos maiores de estudo quanto em conteúdos mais densos, você irá aperfeiçoar seu hábito, que começou apenas como uma leitura recreativa de meia hora por dia.

Se você ainda não sabe nadar, comece usando boias, treine, erre, corrija, treine mais e se torne, depois de muito suor, um atleta de de alto rendimento, ou, em nosso caso, um superestudante.

 

INSTAGRAM @euestudocerto

FACEBOOK @euestudocerto

YOUTUBE /blogeuestudo

Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.