Alexandre Lopes

É Editor-Chefe de Web no Grupo Tribuna e responsável pelo G1 no litoral de São Paulo. No grupo desde 2008, já participou de coberturas em mais de 15 países. Atualmente, além de coordenar os portais, também apresenta o G1 em 1 Minuto.

Acesse todos os textos anteriores deste colunista

Mulher salva a própria sogra de ataque de cobra no litoral de São Paulo

Animal acabou sendo morto antes que se aproximasse da idosa.

Uma mulher salvou a própria sogra em Itanhaém, no litoral de São Paulo, do possível ataque de uma cobra. O animal subiu e estava em cima da cadeira de rodas da idosa quando foi notado e, em seguida, acabou sendo morto.

Clique e Assine A Tribuna por R$ 1,90 e ganhe acesso ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em lojas, restaurantes e serviços!

"Quando vi, fiquei assustada e preocupada com a minha sogra. Só peguei o que estava perto de mim e a matei", explica Lucilene Aparecida Silva, de 44 anos, que completou, em entrevista ao G1, afirmando que a sogra estava 'muito agitada'.

O caso ocorreu no Jardim Suarão na noite da última terça-feira (15). A vítima, indefesa, tem 85 anos e está acamada por conta de uma trombose. Segundo testemunhas, o animal apareceu por conta da falta de pavimentação e limpeza nas ruas do bairro.

De acordo com a Prefeitura de Itanhaém, a Secretaria de Serviços e Urbanização irá encaminhar uma equipe ao local para verificar a situação e programar a manutenção. A cobra, que acabou sendo morta, é da espécie cobra-cipó e não é venenosa.

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.