Rio assoreado deixa rua 'embaixo d'água' e moradores pedem socorro no litoral de SP

Secretaria Municipal de Obras informa que o local enche quando há grande volume de chuva somado a um período de maré alta

Um rio assoreado, com lixo e mato alto tem feito a rotina dos moradores do bairro Jardim Valéria, em Peruíbe, mais difícil. Por conta do problema, os moradores contam que a região sofre com frequentes enchentes, que sobem muito rápido e custam dias para descer. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Essa sugestão de reportagem foi feita pelo internauta Anísio de Oliveira. Você também pode entrar em contato conosco via WhatsApp, pelo número (13) 9 9642 8222, ou pelo E-Mail, g1at@grupo-tribuna.com. Ao mandar sua mensagem, deixe seus dados completos, relate o problema ou a sugestão de pauta e anexe fotos e vídeos.

Anísio Cavalcante de Oliveira conta que esse rio está localizado na Avenida Tancredo Neves, e vai de encontro com a Rua José Valentim Alves, onde mora. As enchentes impedem que os moradores entrem e saiam das casas, chegando até 80 centímetros de altura. 

O manobrista diz também que se preocupa em ter que pisar na água parada, quando necessário, pois é "é suja, contaminada, com ratos, cobras d'água e outros bichos". 

Os moradores reivindicam melhorias no local, como o desassoreamento do rio, limpeza e  poda do mato, para que a água consiga escoar melhor. 

A Secretaria Municipal de Obras informa que o local enche quando há grande volume de chuva somado a um período de maré alta, prejudicando residências próximas ao rio. Entretanto, destaca que também há um canal próximo à via, e que estão programados serviços com escavadeira nos próximos dias. Já sobre um possível desassoreamento do rio, é necessário licenciamento ambiental.

Tudo sobre: