Morador relata cena de 'filme de terror' em banheiro público de São Vicente

Anderson Clayton tentou utilizar o banheiro na última segunda-feira (17), mas não conseguiu por conta da sujeira

As condições dos banheiros públicos entre os bairros Gonzaguinha e Biquinha, em São Vicente, têm revoltado quem tenta utilizá-los. Segundo o munícipe Anderson Clayton, que foi até o local na última segunda-feira (17), a sujeira dentro de um dos sanitários causou grande indignação e até medo.

Assine o Portal A Tribuna agora mesmo e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

Você também pode entrar em contato conosco via WhatsApp, pelo número (13) 9 9642 8222, ou pelo E-Mail, g1at@grupo-tribuna.com. Ao mandar sua mensagem, deixe seus dados completos, relate o problema ou a sugestão de pauta e anexe fotos e vídeos.

O locutor conta que atualmente mora em Santos, mas sempre que pode passeia por São Vicente. Porém, depois da última visita à cidade, percebeu vários problemas 'assustadores' com os banheiros públicos.

Clayton diz ainda que existem poucos sanitários, desde a Biquinha até a região do Gonzaguinha, e que antes os banheiros ficavam nos quiosques, mas depois que mudaram não aparentam mais receber limpeza.

Na segunda-feira precisou usar o banheiro e, ao entrar, percebeu que a porta parecia ter sido arrombada. Além disso, sentiu um cheiro muito forte e viu que o banheiro estava muito sujo, sem tampa no vaso, sem a torneira na pia e bem bagunçado. Ele desistiu de ir ao banheiro público e teve que encontrar um outro lugar.

O que dizem os responsáveis?

A reportagem de ATribuna.com.br entrou em contato com a Prefeitura de São Vicente que, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Obras Públicas (Sedup), informa que os três conjuntos de banheiros do Gonzaguinha estão em reforma (dois na orla e um na Praça da Biquinha). A previsão é que os sanitários estejam abertos até o final do mês.

Iniciados no fim de agosto, os trabalhos foram necessários por conta da ação de vândalos, que deixaram os locais inutilizáveis.As obras estão sendo realizadas com recursos provenientes do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa), totalizando R$ 149 mil.

Para evitar novos atos de vandalismo, os banheiros terão acesso restrito, administrados pelas associações de quiosqueiros do Gonzaguinha e de permissionários da Biquinha. Clientes poderão usar gratuitamente, enquanto demais pessoas terão que adquirir ficha nos quiosques.

Tudo sobre: