Morador de São Vicente registra longa fila na agência dos Correios e pede providências

Sugestão de reportagem foi feita por Daniel Corrêa. Morador diz que a agência da Rua Frei Gaspar 'fica cheia' com frequência

Muitos moradores da Área Continental de São Vicente precisam se deslocar até as agências dos Correios para pegar as encomendas. Durante a pandemia, as filas que se formam para retirar os produtos tem deixado muitos vicentinos indignados, assim como Daniel de Oliveira Corrêa, que mora no bairro Parque São Vicente, e só conseguiu retirar a encomenda depois de três tentativas.

Assine A Tribuna agora mesmo por R$ 1,90 e ganhe Globoplay grátis e dezenas de descontos!

Essa sugestão de reportagem foi feita pelo internauta Daniel de Oliveira Corrêa. Você também pode entrar em contato conosco via WhatsApp, pelo número (13) 9 9642 8222, ou pelo E-Mail, g1at@grupo-tribuna.com. Ao mandar sua mensagem, deixe seus dados completos, relate o problema ou a sugestão de pauta e anexe fotos e vídeos.

O fisioterapeuta conta que tentou obter respostas para entender o motivo das compras não serem entregues pela região, mas não conseguiu uma explicação clara. Ele conta que conseguiu pegar a última encomenda na última sexta-feira (22), depois de passar outros dois dias tentando. Porém, ainda segundo o fisioterapeuta, é comum ver a agência cheia, com a fila dando a volta pela rua.

Na última quinta-feira (17), Corrêa desistiu antes mesmo de enfrentar a fila, pois já sabia que não ia dar tempo de retirar a encomenda. Além disso, conta que a fila começa a ser formada antes mesmo da agência abrir. Ele reclama também de ter que pagar um frete, muitas vezes caro, para retirar a encomenda nessas condições.

 

O que dizem os Correios:

Os Correios informam que o Centro de Distribuição da Rua Frei Gaspar está funcionando normalmente, com atendimento ao público de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h. Vale lembrar que, para a proteção de empregados e clientes, a empresa realiza o controle do fluxo de atendimento da unidade, com a demarcação de espaço para respeitar o distanciamento recomendado. Tais medidas podem ocasionar filas em determinados horários, porém, o atendimento ao público permanece sendo realizado. Mesmo com força de trabalho reduzida, devido à iniciativa de redirecionar aqueles classificados como grupo de risco para o trabalho remoto, não houve impacto na qualidade do serviço prestado pelo centro.

Sobre o serviço de entrega, há ainda os casos em que o endereço de destino encontra-se em áreas com restrições. Nessas situações, para garantir a entrega, a encomenda é redirecionada para retirada em unidades dos Correios. Para otimizar o atendimento, recomenda-se que os clientes se dirijam às unidades para a retirada de objetos postais apenas quando constar no sistema de rastreamento a mensagem “Aguardando retirada”. O acompanhamento do objeto pode ser feito pelo site.

Os Correios lamentam eventuais transtornos à população, mas reiteram que estão trabalhando para viabilizar, com segurança, a continuidade de suas atividades. A empresa segue à disposição pelos telefones 3003-0100 (capitais e regiões metropolitanas) e 0800 725 7282 (demais localidades), ou pelo site .

Tudo sobre: