Condições da Rua Alves do Bugre geram transtornos aos moradores em São Vicente

Munícipes reclamam que a rua precisa de limpeza, reparo nos bueiros e nos buracos da via

As condições da Rua Alves do Bugre, no bairro Parque São Vicente, tem sido motivo de reclamação para os moradores da região. Eles contam que os bueiros estão com as tampas quebradas e entupidos, além da necessidade de limpeza - como a poda do mato - e arrumar os buracos da via, que propiciam acidentes de trânsito. 

Clique aqui e assine A Tribuna por apenas R$ 1,90. Ganhe, na hora, acesso completo ao nosso Portal, dois meses de Globoplay grátis e, também, dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!  

Essa sugestão de reportagem foi feita pelo internauta Anderson dos Santos. Você também pode entrar em contato conosco via WhatsApp, pelo número (13) 9 9642 8222, ou pelo E-Mail, g1at@grupo-tribuna.com. Ao mandar sua mensagem, deixe seus dados completos, relate o problema ou a sugestão de pauta e anexe fotos e vídeos. 

O motorista conta que existem ao menos quatro bueiros com as tampas quebradas e que nesta semana, inclusive, uma criança caiu por conta desse problema, mas felizmente não se machucou. "Nós [moradores] já enviamos um requerimento e falamos com vereadores e nada acontece. Precisamos urgente de uma ajuda. Eu peço ajuda em nome de todos os moradores que não aguentam mais conviver com mal cheiro", diz. 

Bueiros estão entupidos e precisam de limpeza, segundo os moradores (Foto: Anderson dos Santos)

Ainda segundo o morador, a rua também está dificultando a vida dos motoristas, pois motoboys costumam se acidentar por conta dos buracos e caminhões tem o hábito de estacionar pela via, prejudicando a visão dos motoristas.

Resposta 

A Prefeitura de São Vicente, por meio da Zeladoria Municipal, informa que todos os bairros passam por limpeza periódica e contam com coleta de lixo. Mesmo assim, quanto à Rua Alves do Bugre, uma equipe será enviada ao local, para efetuar os serviços necessários.

A Secretaria de Trânsito e Transportes (Setrans) enviou uma quipe de fiscalização ao local indicado e apurou que a área não é restritiva à parada de caminhões.

Tudo sobre: