EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

11 de Dezembro de 2018

Seis destinos brasileiros para aproveitar trilhas ou caminhadas

Segundo pesquisa, 68% dos viajantes buscam esse tipo de aventura durante os dias de folga

Explorar o destino de uma viagem pode ser uma experiência única e um modo perfeito de aproveitar as paisagens locais são as caminhadas ou trilhas. Principal forma de exploração em 2018, de acordo com pesquisa, 68% dos viajantes brasileiros querem fazer viagens para caminhadas ou trilhas este ano. 

Pensando nisso, a Booking.com fez uma seleção de alguns dos destinos mais recomendados para caminhadas e trilhas. Uma nova geração de viajantes está pronta para pôr o pé na estrada! 

Fernando de Noronha (PE) 

Esse arquipélago tem diversos tesouros escondidos que, nem sempre, são acessados facilmente por carros ou barcos. Portanto, prepare suas pernas e pés, pois uma das maneiras mais gratificantes de se explorar a ilha é caminhando. São pelo menos oito diferentes trilhas, com diferentes níveis de dificuldade, que levam por matas, praias, mirantes, penhascos e cavernas, revelando uma paisagem praticamente intocada. A dica é agendar as trilhas mais concorridas com antecedência, já que algumas têm limite máximo de pessoas por dia. 

Conceição do Ibitipoca (MG) 

Que tal um lugar tranquilo, onde você pode estar em contato com a natureza, conhecer belas cachoeiras e gastar pouco? A 324 km de Belo Horizonte – ou a 272 km do Rio de Janeiro –, Conceição do Ibitipoca é o destino ideal para quem quer desconectar e descansar. As pousadas da região são bastante aconchegantes e o viajante deve se planejar para visitar o Parque Estadual do Ibitipoca, pois há um limite diário de 600 pessoas. Lá estão alguns pontos como a Cachoeira Janela do Céu e o Pico da Lombada. 

Bom Jardim da Serra (SC) 

Bom Jardim da Serra é uma cidade pequena, com lindas paisagens e conhecida como "portal da Serra Catarinense". Com base em mais de 130 avaliações, a melhor época para visitar a cidade é em março, agosto e setembro, especialmente durante os períodos mais frios. O grande atrativo é o cânion do Funil, com uma altitude de 1.600 m, e o município ainda conta com 35 cachoeiras de pelo menos dez metros de altura. É uma oportunidade única de vislumbrar as curvas da Serra do Rio do Rastro. 

Ilha de Boipeba (BA) 

Boipeba é o destino ideal para quem busca dias de sossego e descanso de frente à beira do mar. Localizada a uma hora de lancha a partir de Valença, a região foi reconhecida pela Unesco como Reserva da Biosfera e Patrimônio da Humanidade e a ilha pertence à Área de Preservação Ambiental das Ilhas de Tinharé e Boipeba. Suas praias paradisíacas, dunas, manguezais e charmosas ruas estreitas atraem viajantes de todos os cantos que estão em busca de belos passeios a pé, de lancha ou de canoa. 

Chapada dos Guimarães (MT) 

A pouco mais de 60 km de Cuiabá, a Chapada dos Guimarães é um dos destinos mais lembrados quando o assunto é entrar em contato com a natureza. O imponente parque nacional que leva o mesmo nome abriga a maior gruta de arenito do país e a famosa cachoeira Véu da Noiva, entre outros atrativos. Com base em mais de 400 avaliações de usuários, a melhor época para visitar o destino são os meses de fevereiro, julho e outubro. 

Alter do Chão (PA) 

Considerado por muitos o Caribe da Amazônia, o vilarejo de Alter do Chão é de fácil acesso e está em alta junto aos viajantes, com sua praia já eleita como a praia mais bonita do Brasil pelo jornal inglês The Guardian. O destino é banhado pelas águas do Rio Tapajós e está a apenas 38 km de Santarém, a segunda maior cidade do estado do Pará. Suas faixas de areia branca chamam a atenção e, de acordo com 570 avaliações de usuários, os meses de maio, agosto e setembro são os melhores períodos para visitar o vilarejo.