Rua do Marapé é alvo de descarte de entulho em Santos: 'Falta higiene'

Entulho está apoiado no muro de uma escola há pelo menos duas semanas, segundo um munícipe

Há cerca de duas semanas o muro da Clínica-Escola do Autista, localizada no bairro do Marapé, em Santos, tem acumulado entulho. Quem passa pelo local se preocupa com a situação e pede para que o serviço de Cata-Treco atenda os chamados que já foram realizados.

Clique e Assine A Tribuna por R$ 1,90 e ganhe acesso ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Joaquim Lobato Júnior conta que viu o entulho na Rua Benedito Ernesto Guimarês pela primeira vez ao deixar o neto na escola. Para ele, a situação também dificulta a passagem de pedestres, além de colocar em risco a saúde dos munícipes "Fico preocupado com a proliferação de ratos e a falta higiene", conta Joaquim.

Ainda segundo o aposentado, quando viu a situação perguntou aos moradores do entorno se o serviço de Cata-Treco já havia sido solicitado, mas foi informado que ninguém apareceu.

Lobato também acredita que a situação é fruto da falta de educação do munícipe e da baixa prioridade que o poder público dá a esse tipo de situação, fazendo com que os moradores se sintam impotentes.

Em nota, a Prefeitura de Santos informa que trata-se de ponto de descarte irregular. O recolhimento é realizado toda quarta-feira, através do serviço cata-treco. Denúncias podem ser feitas pelo telefone da Ouvidoria, Transparência e Controle (OTC), 162, de segunda a sexta, das 8h às 18h ou pelo 153, da Guarda Civil Municipal (GCM).

Entulho atrapalha a passagem dos pedestres (Foto: Joaquim Lobato/Arquivo pessoal)
Tudo sobre: