Mutirão no José Menino elimina 59 focos com larvas do mosquito Aedes aegypti em Santos

Ação foi realizada no bairro José Menino. Agentes vistoriaram 1.529 imóveis

Um mutirão eliminou 59 focos com larvas do mosquito Aedes aegypti, nesta quarta-feira (6), no bairro José Menino, em Santos. O inseto é responsável por transmitir doenças como dengue, chikungunya, zika e febre amarela urbana.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços! 

Agentes de combate a endemias vistoriaram 1.529 imóveis no bairro. Além dos imóveis públicos e particulares, os agentes deram atenção às praças como, por exemplo, a João Barbalho, local em que foram recolhidos objetos inservíveis que podem acumular água.

"Precisamos contar com o apoio da população também em não descartar lixo nas vias públicas, ainda mais no verão, em que o forte calor e a ocorrência maior de chuvas contribui para aumentar a infestação do Aedes aegypti. A fêmea coloca seus ovos em água parada e o calor os faz eclodir mais rápido", explica Paula Favoreto, chefe de atividades técnicas da Seção de Controle de Vetores.

Em 2020, Santos registrou 322 casos de dengue, 85 de chikungunya e nenhum de zika. A última anotação de febre amarela urbana no Brasil ocorreu na década 1940.

Tudo sobre: