Sistema Porto sem Papel muda para agilizar operações nos portos brasileiros

O programa do Ministério da Infraestrutura recebeu adaptações e melhorias

Por: Redação  -  05/05/22  -  17:56
  Foto: Pixabay

O sistema Porto Sem Papel, criado com o objetivo de facilitar a análise e a liberação de mercadorias nos portos brasileiros, foi adaptado ao padrão gov.br. Com a medida, a expectativa do Ministério da Infraestrutura é melhorar a comunicação entre os usuários do setor portuário brasileiro.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


De acordo com a pasta, as mudanças vão diminuir o tempo de navegação na plataforma e proporcionar serviços melhores e mais eficientes. “Essa tecnologia facilita, agiliza e simplifica a vida de quem atua na área portuária em todo o país, já que todas as informações compartilhadas sobre embarcações ficam disponíveis em uma base única de dados on-line, de forma segura e precisa”, afirmou, por meio de sua assessoria de imprensa, o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários, Diogo Piloni.


Transformação digital
O Porto Sem Papel foi criado em 2011, em parceria com a Secretaria Especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, com o intuito de acelerar o processo de transformação digital.


A solução tecnológica unificou os formulários antes usados nos serviços portuários em uma só plataforma, o Documento Único Virtual (DUV). Outra atividade é a refor-mulação do painel de bordo do Porto Sem Papel, que permitirá aos agentes de navegação receber e visualizar pendências, e executar tarefas de maneira mais objetiva.


Logo A Tribuna