Proposta de Paulo Guedes para a Receita desagrada integrantes do órgão

Auditores não gostaram da decisão de colocar o órgão no terceiro escalão, sob o comando de Marcos Cintra

Por: Do Estadão Conteúdo  -  13/12/18  -  18:52
Lote também contempla restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017
Lote também contempla restituições residuais dos exercícios de 2008 a 2017   Foto: Divulgação

Além dos problemas com PGFN, o time de Guedes enfrenta resistências na Receita Federal. Uma das categorias com maior poder de pressão do governo federal, com mobilizações históricas que afetaram a arrecadação e os despachos aduaneiros em portos e aeroportos, os auditores da Receita não gostaram da decisão de Guedes de colocar o órgão no terceiro escalão, sob o comando de Marcos Cintra, futuro secretário-geral de Arrecadação.


Há ainda uma preocupação de perda de influência na formulação da política tributária, movimento que já foi admitido nos bastidores por integrantes da equipe de Guedes.


O futuro ministro ainda não anunciou o nome do novo secretário da Receita. O atual comandante da Receita, Jorge Rachid, teve reuniões com a equipe de Guedes. Ele foi cotado a permanecer no cargo, mas Guedes avalia outros nomes. Um dos cotados é o secretário adjunto, Paulo Ricardo Cardoso. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Logo A Tribuna